Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

WTorre diz que Arena Palmeiras não repetirá Corinthians e Grêmio

18 de dezembro de 2014

Até quando as cadeiras do setor Cadeira Gol Norte sobreviverão? O espaço destinado aos torcedores organizados no Allianz Parque, o novo estádio palmeirense, ainda possuí cadeiras e, de acordo com a construtora WTorre, elas permanecerão ali para sempre. A promessa também foi feita pelas diretorias de Grêmio e Corinthians quando estrearam seus estádios padrão Fifa. Só que a promessa durou pouco tempo. Nos dois estádios, não existem cadeiras no espaço reservado para as organizadas, deixando o espaço livre para os torcedores que só vêem os jogos em pé. Para Guilherme Rodrigues, sócio da torcida organizada Mancha Verde desde 2009, os assentos dificilmente permanecerão ali. “Além das cadeiras, tem as barras de ferro que atrapalham. Não tem como pular. Muitas pessoas caem, se machucam”, afirma. “É impossível fazer nosso espetáculo num estádio assim.”

Allianz-Parque-2

Organizados são contra cadeiras no Allianz Parque

Na inauguração da Arena Corinthians, em maio de 2014, 55 cadeiras da Arquibancada Norte foram quebradas por torcedores organizados. Dois meses depois, no primeiro clássico contra o Palmeiras disputado no novo estádio, 258 assentos do setor visitante foram danificados – o prejuízo de 58 mil reais foi pago pelo Palmeiras. Em setembro, pressionada pelas principais torcidas organizadas, a diretoria do Corinthians decidiu retirar as 12.323 cadeiras da Arquibancada Norte e do setor visitante. O presidente Mário Gobbi declarou que não teve alternativa. Cada assento quebrado custa ao clube 175 reais.
Na primeira partida oficial da Arena do Grêmio, em janeiro de 2013,  no jogo contra o Liga de Quito, pela Pré-Libe rtadores, quase aconteceu uma grande tragédia. Na Geral, o setor mais popular do estádio, onde ficam as organizadas, os gols gremistas são tradicionalmente comemorados com a “avalanche”: torcedores correm escadaria abaixo até o degrau mais perto do campo, espremendo uns aos outros. Por pressão dos organizados, a diretoria do Grêmio não colocou cadeiras na Geral. Quando Elano marcou o primeiro gol da nova arena, os torcedores repetiram o gesto, porém as grades de ferro que protegem invasões ao campo caíram e oito gremistas ficaram feridos. Se houvesse cadeiras no local, esse problema poderia ter sido evitado.
Na Arena Palmeiras, a WTorre pretende ter uma agenda recheada de shows e as cadeiras são necessárias. Qual será, então, a escolha da WTorre e do Palmeiras? Por e-mail,  a assessoria de imprensa de WTorre respondeu ao blog:
A WTorre tem planos para retirar as cadeiras do setor “Cadeira Gol Norte”, o local onde as torcidas organizadas se localizam no Allianz Parque?
Não há planos de retirada de cadeiras.
Muitos torcedores assistem aos jogos de pé, pulando nas cadeiras, podendo quebrá-las. A WTorre teme o alto custo de manutenção das cadeiras?
A tecnologia do Allianz Parque contribui muito contra ocorrências deste tipo. São mais de 200 câmeras com tecnologia de reconhecimento facial e sensores de movimentos, que identificarão infratores. Eventuais custos com depredação serão arcados pelo “dono” do evento – no caso de jogos, o Palmeiras.
A WTorre fez alguma reunião ou acordo com as torcidas organizadas para não danificarem as cadeiras?
Não.
A WTorre planeja retirar as cadeiras do setor visitante?
Não.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A volta dos Botões Brianezi

A volta dos Botões Brianezi

Desde o final de 2020,  o empresário Alexandre Badolato passou a ser chamado de "Alexandre da Brianezi". Depois de 20 anos fora do mercado, a Botões Brianezi voltou a existir por causa de um acordo feito entre ele e Lúcio Brianezi, herdeiro da marca. Paulo Brianezi,...

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

Os Jogos Paraolímpicos de Tóquio começam na próxima terça-feira, dia 24. Marcus Aurélio Carvalho, diretor e apresentador da Rádio ONCB, emissora web da Organização Nacional de Cegos do Brasil, explica como será a cobertura diferenciada do evento. Marcus fala também de...

O autor de 150 hinos de times de futebol

O autor de 150 hinos de times de futebol

O compositor paulista Carlos Santorelli tem mais de 2 mil músicas gravadas. Em 1997, ele lançou um CD com hinos para os principais times do Rio Grande do Norte compostos por ele. Depois, em 2011, veio outro, desta vez com times paraibanos. Mas foi a partir de 2017 que...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This