Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Chico Landi (1907 – 1989)

24 de abril de 2019

 

  • O piloto Chico Landi tem o mérito de ter colocado o Brasil na história da Fórmula 1. No ano em que a F1 foi instituída (1950), Landi chegou na Itália disposto a conseguir uma Ferrari. Marcou uma audiência com o dono da escuderia. Ele costumava lembrar que enxugou o suor da mão direita no bolso da calça antes de estendê-la a Enzo Ferrari. Enzo teria dito ao brasileiro: “Não costumo vender nem alugar minhas máquinas. Mas vou ceder uma a você, Chico, porque você é bravíssimo.”
  • Landi disputou apenas 6 GPs de Fórmula 1. Sua primeira corrida foi na Itália, em 1951, pilotando uma Ferrari. No ano seguinte, Landi disputou 2 corridas. Em 1953 correu mais duas. A carreira do piloto terminou em 1956, quando correu pela última vez no GP da Argentina.
  • Sua melhor posição no grid de largada foi em 11º. No total foram 237 voltas e 1.345 quilômetros percorridos.
  • Até 1957, os pilotos podiam dividir os carros durante os GPs. Isso acontecia quando o piloto principal quebrava (ou se acidentava). A equipe podia determinar ao piloto que parasse para o companheiro seguir na prova. Juan Miguel Fangio ganhou várias corridas assim. Nesse caso, os pontos da colocação eram divididos entre os dois pilotos. O brasileiro Chico Landi também passou por isso. Sua única pontuação na F1 foi um quarto lugar no GP da Argentina de 1956, em dupla com o italiano Gerino Gerini. Por isso, em vez de três pontos, cada um ficou com 1,5 ponto.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This