No México, no ano de 1940, foi realizado o I Congresso Indigenista Interamericano, do qual participaram diversos países da América. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, vários líderes indígenas deste continente foram convidados para participarem das reuniões e decisões.

Porém, os indígenas não compareceram nos primeiros dias do evento, pois estavam preocupados e temerosos. O comportamento é explicado pelo medo que o indígena tinha do “homem branco“.

Depois de algumas reuniões e reflexões, no entanto, diversos líderes indígenas resolveram participar, pois entenderam a importância daquele momento histórico. Esta participação ocorreu no dia 19 de abril, que depois foi escolhido, no continente americano, como o Dia do Indígena.

No Brasil, o decreto nº 5.540 oficializou a data. Foi assinado pelo então presidente Getúlio Vargas, em 1943.

Neste dia do ano, nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e os municípios organizam festas comemorativas.

No restante do mundo, os povos indígenas são homenageados no dia 09 de agosto desde o ano de 1995. Foi uma determinação das Organizações das Nações Unidas (ONU).