As primeiras referências à prática da meteorologia aparecem na obra Meteorologica, escrita por Aristóteles em 340 a.C. Foi por causa dela que a palavra passou a ser utilizada para definir o estudo de tudo aquilo que acontece no céu.

Séculos depois, realizou-se em Viena (Áustria) o 1º Congresso Internacional de Metereologia, durante o qual foi formada a Organização Meteorológica Internacional (OMI). A instituição é responsável por várias diretrizes da categoria válidas até hoje. A data do 1º convênio entre ela e a Organização das Nações Unidas (ONU) se tornou em 1961 o Dia Metereológico Mundial. A comemoração homenageia tanto a ciência quanto seus profissionais.

Em 1951, a OMI já havia deixado de ser uma Organização Não-Governamental e sido incorporada à ONU.