É o dia de São Vítor, padroeiro dos prisioneiros e exilados. Ele era um soldado africano, vindo da Mauritânia e, ao se declarar praticante do cristianismo, quando visitava Milão, na Itália, foi levado para a prisão, onde ficou sem comer e sem beber por vários dias. Mesmo debilitado, Vítor não fraquejou e afirmava continuar cristão. Assim, os guardas resolveram derramar chumbo derretido em seus ferimentos, mas ele resistiu à tortura. Um dia, se aproveitou da distração das sentinelas e conseguiu fugir,  porém logo foi recapturado e decapitado, no ano 303. São Vítor é um dos santos mais populares de Milão.