Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 magos e mágicos

24 de abril de 2019

1. Apolônio de Tiana
Um dos primeiros magos da história, Apolônio nasceu na Capadócia, na Ásia Menor, no século I. Estudou ciências ocultas e viajou pelo mundo até decidir parar na Índia. Por causa de seus relatos sobre duendes, vampiros e fenômenos sobrenaturais, Apolônio ficou conhecido como taumaturgo “milagreiro”. Alguns templos foram erguidos na Ásia Menor em homenagem a ele. Apolônio foi acusado de praticar adivinhações por meio de sacrifícios humanos e foi julgado em Roma. Seu nome acabou sendo associado a inúmeras lendas medievais.

2. Cagliostro
O conde Alessandro Cagliosto nasceu na Itália. Seu nome verdadeiro era Giuseppe Balsamo e ele viveu de 1745 a 1795. Depois de cometer vários crimes, ele fugiu da Sicília e ficou perambulando pela Europa, estudando alquimia e feitiçaria. Por causa de seus elixires mágicos, Cagliosto acumulou fortuna e tornou-se popular na corte do rei Luís XVI, da França. Em uma de suas falcatruas, ele fez desaparecer um colar de diamantes, comprado pelo cardeal Rohan para ser presenteado à rainha Maria Antonieta. Absolvido da culpa mas banido da França, Cagliosto foi condenado como herege e feiticeiro pela Inquisição de Roma, em 1789. Passou o resto da vida como prisioneiro na fortaleza de San Leo. Segundo registros, o mágico conseguia produzir diamantes a partir da alquimia e fundou uma sociedade secreta, a Loja Egípcia, que realizava sessões de magia.

3. David Copperfield
David Seth Kotkin nasceu em Metuchen em 1956, uma pequena cidade de Nova Jersey, nos Estados Unidos. Quando garoto ajudava no orçamento de casa fazendo mágicas em festas de criança sob o pseudônimo de Davino. Estudou canto e dança em Manhattan mas era desafinado e partiu para a carreira de ventríloquo. Copperfield estreou profissionalmente aos 12 anos e aos 19 passou a apresentar o programa de TV “O mundo mágico de David Copperfield”. Ele foi dirigido pelo cineasta Orson Welles, que fazia bicos para sustentar seus filmes. Copperfield foi o primeiro mágico a se apresentar na Broadway.

4. Houdin

Robert Houdin nasceu na França, em 1805, e é o maior mágico de todos os tempos. Conhecido como “mestre dos mágicos”, Houdin influenciou várias gerações posteriores. Seus truques eram bastante estudados. Um de seus números favoritos era escapar de uma caixa jogada dentro de um tanque cheio de água e trancada com correntes e cadeados. Ele introduziu a eletricidade em seus truques e foi até chamado pelo governo francês para resolver uma questão de política internacional. Os beduínos da Argélia, sob o comando de feiticeiros nativos, não obedeciam mais as ordens do governo francês. Houdin teria o papel de fazer o povo desacreditar os magos argelinos. Todos se reuniram em volta de um palanque para a disputa de forças. Com a ajuda de um eletroímã instalado sob o tablado de madeira, Houdin fez as armas metálicas dos beduínos voarem de suas mãos em direção aos chefes nativos. Os beduínos acreditaram que aquilo havia sido um sinal divino para que deixassem de se rebelar.

5. Houdini

Harry Houdini chamava-se Erich Weiss, e nasceu na Hungria em 1874. O nome artístico foi adotado em homenagem ao famoso mágico Houdin. Houdini ficou conhecido pela habilidade em escapar de amarras e recintos fechados. Ele também foi um grande colecionador de livros de magia.

6. Doug Henning
O canadense Doug Henning nasceu em 1947. Na década de 1970, ele ficou conhecido por suas técnicas de levitação, seus longos cabelos e suas roupas coloridas. Ele estrelou shows na Broadway, fez turnês mundiais e popularizou a mágica na televisão.

7. Siegfried e Roy
A dupla ficou conhecida por seus números de mágica com grandes felinos em Las Vegas. Em 2003, Roy foi atacado por um tigre branco durante um espetáculo. Ele foi hospitalizado, e só voltou a andar e falar depois de três anos. Depois do acidente, o show da dupla em Las Vegas foi cancelado.

8. Ricky Jay
O norte-americano Ricky Jay nasceu em 1948 em Nova York. Além de mágico, Ricky Jay é historiador e escritor. Ele se especializou em truques de cartas. Em seus shows, o mágico conta com a ajuda de 52 assistentes. Para aperfeiçoar e estudar os números, ele conta com uma biblioteca pessoal com mais de 4.000 títulos sobre mágica.

9. Mark Wilson
Nascido em 1929, o mágico foi o primeiro a ter um programa de mágica semanal na televisão, em 1954. Ele foi pioneiro na adaptação de números para a telinha. Sua assistente de palco era sua esposa e, mais tarde, ele ensinou seu filho a apresentar mágicas.

10. Mister M
O mágico Leonardo Montano fazia shows em cassinos de Las Vegas (EUA) sob o nome artístico de Val Valentino quando foi descoberto pela Fox, em 1996. A rede norte-americana procurava alguém para protagonizar um especial chamado “Quebrando o Código dos Mágicos”, no qual seriam revelados os segredos de diversos truques de magia, e ele aceitou a proposta. O programa foi ao ar em novembro de 1997, e lançou o “Mágico Mascarado” ao estrelato graças a uma audiência de 24 milhões de pessoas (a maior alcançada por um show não-esportivo na televisão americana). Mas na mesma proporção que conquistou admiradores, Montano fez também inimigos. Mágicos ao redor do país começaram a exigir que o canal parasse de transmitir a série, e baniram o ilusionista de todas as associações de mágicos. A última versão, em que é revelada a identidade do mascarado, foi exibida nos EUA no final de 1998. No Brasil, o Fantástico exibiu o especial durante o ano de 1999. O apelido “Mister M”, aliás, foi uma invenção do chefe de redação Geneton Moraes Neto.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This