Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Por que chamamos de “nababo” quem leva uma vida cheia de luxos

27 de janeiro de 2017

Foragido e procurado pela Interpol desde ontem, o empresário Eike Batista vive o momento mais delicado de sua derrocada. Ele teve um pedido de prisão preventiva expedido ontem num desdobramento da Operação Lava-Jato. Em 2008, Eike passou a ser o brasileiro mais bem posicionado na lista de bilionários da revista Forbes. Quatro anos depois já era o sétimo homem mais rico do planeta (e, em entrevistas, dizia que atingiria o primeiro lugar dali a dois ou três anos). Não foi o que aconteceu. O empresário, que foi casado com a modelo Luma de Oliveira entre 1991 e 2004, voltou ao noticiário junto com detalhes de sua vida nababesca. Ou seja: iates, carros luxuosos, festas e uma fortuna astronômica fizeram de Eike um verdadeiro nababo.
Mas, afinal de contas, por que é que chamamos de “nababo” aquele que tem muito dinheiro (o que definitivamente não é mais o caso de Eike) e ostenta uma vida cheia de luxo? Trata-se de uma herança vinda dos séculos XVI, XVII e XVIII. Nessa época, em diversas regiões do Oriente (principalmente no Império Mongol, na Índia e na Pérsia), a figura do nababo representava um vice-rei ou um governador de uma das províncias locais. Tem origem na palavra árabe “nabob”, que significa “delegado”.

 

Pintura retrata família de nababos na Índia

Os tais nababos tinham o hábito de realizar festas suntuosas e cheias de mordomias. Por isso, viraram referência de uma vida abastada. E não é só no Brasil. Em inglês, desde o século XVII usa-se o termo “nabob” (uma variação de “nawab”, que é a tradução de fato de “nababo”) para designar grandes comerciantes que prosperaram. A partir do século XVIII, esteve mais relacionado àqueles que enriqueceram na Índia. Algum tempo depois, passou a ganhar um peso parecido ao que hoje temos no Brasil, associando-se aos que não só possuem grande condição financeira, como conscientemente tentam mostrá-la o tempo todo.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Mulheres podem fazer sushi?

Mulheres podem fazer sushi?

Há muita gente que acredita que não. O motivo seria a oscilação da temperatura das mulheres no período fértil. A temperatura do corpo não sobe mais que meio grau. Isso seria o suficiente para o sushi sofrer alterações de sabor? O mito nasceu do conservadorismo da...

Balas de borracha não são feitas de borracha

Balas de borracha não são feitas de borracha

As balas de borracha foram usadas pela primeira vez pelo exército britânico em 1970 durante o conflito etnonacionalista "The Trouble" (O Problema), na Irlanda do Norte.  O projétil de borracha duro, de 15 centímetros, parecia um pequeno míssil e tinha o nome de...

2 Comentários

2 Comentários

  1. Anônimo

    gostei…sou curiosa para aprender e estou sempre aprendendo..valeu

    Responder
  2. Rubão

    Nababou mesmo!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This