CONCURSO DE BELEZA
Estou aqui assistindo à 60ª edição do Miss Universo. Pela primeira vez o evento acontece no Brasil. O evento, transmitido pela TV Bandeirantes, apresenta  as mulheres mais bonitas de 89 países. Mas nem todas as mulheres têm a sorte de nascer com feições, requinte ou talento necessários para ser uma miss. Por isso, existem concursos de beleza para lá de estranhos ao redor do mundo. Veja alguns deles:

Miss Máfia

A gaúcha Priscila Machado, Miss Brasil 2011, foi bastante criticada por um ensaio fotográfico em que aparece com os seios à mostra. O que diriam os organizadores do Miss Universo sobre as candidatas do Miss Máfia? O concurso, realizado em Budapeste no ano passado, permite que as candidatas tenham tatuagens ou piercings. Também não desclassifica mulheres que tenham participado de  filmes eróticos. Em contrapartida, é necessário enviar uma foto de delegacia para comprovar sua ligação com o crime.

Miss Presidiária

Este concurso não exige apenas antecedentes criminais: a participante precisa estar presa.  O presídio colombiano El Buen Pastor, em Bogotá, tem nove pavilhões. Cada um deles escolhe uma rainha entre as cerca de 250 mulheres que abriga. As rainhas são candidatas ao concurso de miss, que exige até desfile com vestido de festa. No Brasil, vários Estados já realizaram concurso semelhante. Este ano, por exemplo, aconteceu a primeira edição do Miss Penitenciária de Pernambuco. A vencedora do prêmio de 1 mil reais foi Rebecca Rhaysa, de 19 anos, presa por homicídio.

Miss Alternativa Irlanda

Qualquer mulher, homem ou animal pode participar do Alternative Miss Ireland – um cachorro já chegou a participar do concurso. Para entrar, é preciso cadastrar um alter ego. O concurso, que chegou à 17ª edição em 2011, tornou-se símbolo da comunidade LGBT irlandesa, já que muitas drag queens concorrem. A famosa drag irlandesa Shirley Temple Bar, da foto acima, venceu a edição de 1997.

Miss Freira

O padre Antonio Rungi, da cidade italiana de Mondragone, queria mostrar ao mundo que freiras podem, sim, ser bonitas. Para isso, ele planejou um concurso digital em que irmãs católicas entre 18 e 40 anos de todo o mundo poderiam enviar suas fotos. O concurso foi cancelado por causa da revolta expressada por fiéis religiosos – eles afirmavam que uma irmã consagrada deveria abominar a vaidade.

Miss Camisinha

Com os crescentes índices de contaminação por AIDS no Sudeste Asiático, um concurso foi criado para incentivar o uso de preservativos na Tailândia. O Miss Condom Asia-Pacific reuniu em 2003 vinte candidatas do país-sede, Filipinas, Camboja e Zimbábue. Elas tinham que encher camisinhas como se fossem bexigas e dançar ao som de música tailandesa. O prêmio era de 1.000 baht – o equivalente a 33 dólares.