Uma barra de chocolate histórica foi encontrada intacta, com embalagem e tudo, 121 anos depois de produzida. A Rainha Vitória encomendou 100 mil barras de chocolate para presentear os soldados ingleses que estavam lutando na segunda Guerra do Bôeres, entre 1899 e 1902, na Cidade do Cabo, na África do Sul. Os chocolates vinham dentro de uma lata com a efígie da rainha e duas inscrições – “África do Sul 1900” e “Eu desejo a você um Feliz Ano Novo”, a segunda com a caligrafia real.

Muitos soldados guardaram a latinha e o chocolate como recordação. Mas encontrar o chocolate embrulhado e inteirinho é uma raridade. A barra de 225 gramas encontrada era de Sir Henry Paston-Bedingfield. Ela estava no sótão da casa da filha de Henry, Frances Greathead, que faleceu aos 100 anos no ano passado.

As duas Guerras dos Boêres foram conflitos armados na Cidade do Cabo. De um lado estavam os colonos holandeses e franceses, que eram justamente chamados de bôeres. Do outro lado, estava o exército britânico, que brigava pelo domínio das minas de diamante e de ouro encontradas naquela região.