Sabe aqueles dias em que você tem absolutamente nada para fazer? Não? Não consegue mais lembrar qual foi a última vez que você ficou de papo para o ar?

 

iG Colunistas – Blog do Curioso, por Marcelo Duarte - » Vem aí o ...

Talvez seja a hora de tirar a sua carteirinha de associado do “Clube de Nadismo”.
O “Clube do Nadismo” foi criado em 2003 pelo designer brasileiro Marcelo Bohrer, depois de sofrer o que ele chamou de “burnout” – uma crise de estresse relacionada ao excesso de trabalho.  Inspirado por idéias como a do movimento “Slow” (“Devagar”), de Carl Honoré, e “Ócio Criativo”, do filósofo Domenico de Masi, o “Clube do Nadismo” é um evento público, no qual pessoas se encontram para desfrutar da mais pura ociosidade. Outro objetivo do movimento é fazer uma reflexão sobre o ritmo alucinante da sociedade atual e seus malefícios para a qualidade de vida dos indivíduos.

OutroMundo - Só notícia boa: Nadismo: um clube pra fazer ...

Para os marinheiros de primeira viagem na arte de não fazer nada, o site do “Clube do Nadismo” dá algumas dicas:
1. PARE E DIVIRTA-SE!
Este tempo é totalmente seu para que você desfrute o fazer nada sem pressa.
2. ENTREGUE-SE!
Abandone a intenção de fazer nada. Esqueça qualquer objetivo, o nadismo não tem nenhum propósito.
3. SOSSEGUE!
Privilegie o silêncio e a imobilidade.
4. OBSERVE!
Evite ocupar-se mentalmente. Deixe a mente vagar como as nuvens.
Marque na agenda: o próximo Dia do Nadismo no Brasil acontecerá em 13 de dezembro. Por enquanto, as cidades participantes são:
– São Paulo: Parque Ibirapuera, ao lado do auditório.
– Rio de Janeiro: Parque da Catacumba, na orla da Lagoa Rodrigo de Freitas
– Porto Alegre: Parque Marinha do Brasil próximo a Usina do Gasômetro
– Curitiba: Bosque do Papa, atrás do Museu Oscar Niemeyer
– Florianópolis: Praça da Luz – centro, próximo a Ponte Hercilio Luz
– Salvador: Praça do Campo Grande
– Brasília: Parque da Cidade ao redor da lagoa
– Belém: Praça da República

– São Paulo: Parque Ibirapuera, ao lado do auditório.
– Rio de Janeiro: Parque da Catacumba, na orla da Lagoa Rodrigo de Freitas
– Porto Alegre: Parque Marinha do Brasil próximo a Usina do Gasômetro
– Curitiba: Bosque do Papa, atrás do Museu Oscar Niemeyer
– Florianópolis: Praça da Luz – centro, próximo a Ponte Hercilio Luz
– Salvador: Praça do Campo Grande
– Brasília: Parque da Cidade ao redor da lagoa
– Belém: Praça da República
– Outras cidades aguardam sugestões dos sócios.