O MASP (Museu de Artes de São Paulo Assis Chateuabriand) mudou-se para o número 1.578 da Av. Paulista no dia 7 de novembro de 1968. Antes, o museu – idealizado pelo empresário Assis Chateaubriand e o crítico de arte  Pietro Maria Bardi – ficava no centro da cidade.
MASP
Entre os convidados de honra para a inauguração do novo prédio estava a Rainha da Inglaterra, Elizabeth II. Aliás, os inúmeros reunidos para ver a rainha pararam a avenida Paulista, o que atrasou o início do evento.

Rainha Elizabeth II inaugurou o prédio do Masp - Notícias - Estadão

Ao idealizar a nova sede, a arquiteta modernista italiana Lina Bo Bardi preocupou-se em não estragar a vista para o centro da cidade. Por isso, o MASP foi projetado com o famoso “vão livre” e, para a personagem do livro “Meu Museu”, ficou parecendo mais um prédio suspenso e “deitado” na horizontal.
Meu museu eBook: Zakzuk, Maisa: Amazon.com.br: Loja Kindle
Escrito por Maísa Zakzuk, o livro “Meu Museu” narra de maneira bem divertida a primeira visita de uma garotinha ao MASP. Levada pelos pais, ela fica intrigada: “Museu não é aquele lugar que só tem coisas velhas?”. Ao longo do passeio, ela acaba descobrindo que a resposta é sim…e não!
Ficou com vontade de visitar o MASP? O museu fica aberto de terça à domingo das 11h às 18h. Quinta-feira ele abre às 11h e fica aberto até às 20h. Os ingressos custam 15 reais (7 reais para estudantes).  Ah, fique atento: a bilheteria fecha com uma hora de antecedência. A entrada é gratuita às terças e diariamente para crianças menores de 10 anos e maiores de 60 anos.