Como se já não bastasse ter criado a lâmpada, a locomotiva elétrica, o microfone, o fonógrafo e o próprio projetor de cinema, o norte-americano Thomas Edison (1847-1931) também tem o filme de terror em seu rol de invenções: é “Frankenstein”, produzido por ele em 1910. Rodado em preto e branco, mudo e com 16 minutos de duração, o filme era baseado na obra de Mary Shelley, que conta a história de um cientista que reúne retalhos de corpos de defuntos para criar um monstro. Mas a novidade não agradou e muitas salas se recusaram a exibi-lo, tanto que acabou caindo  no esquecimento.

O primeiro filme de terror que realmente estabeleceu uma fórmula para o gênero foi “O gabinete do doutor Caligari”, de 1919. A obra marcou o início do expressionismo alemão e deu o tom com seus efeitos de luz, cenografia e estilo de interpretação.