40 curiosidades dos 40 anos do Cubo Mágico

19 de maio de 2014
  1. O cubo de Rubik ou cubo mágico foi criado no dia 19 de maio de 1974 pelo escultor e professor de arquitetura húngaro Ernõ Rubik.

  2. Aos 29 anos, o professor trabalhava no aperfeiçoamento de um modelo que o ajudasse a explicar a seus alunos os conceitos da geometria tridimensional. Numa das tentativas, acabou criando o cubo colorido.
  3. O desafio de Rubik era construir um cubo formado por 26 mini-cubos que se movessem em blocos individuais de 9 peças sem que a estrutura geral fosse comprometida.
  4. Ele se inspirou nas pedrinhas do Rio Danúbio, que tinham bordas maleáveis.
  5. Primeiro, o arquiteto tentou usar elásticos para segurar o bloco, mas não deu certo. Ele então bolou um mecanismo cuja própria estrutura era suficiente para estabilizá-lo. Esculpiu e encaixou os 26 mini-cubos a mão e depois colou adesivos de cores diferentes em cada face do cubo grande.
  6. O invento acabou não sendo útil ao professor de arquitetura. Isso porque, da primeira vez que suas peças foram embaralhadas, foi muito difícil retorná-las à posição original. Rubik demorou um mês até conseguir fazer isso.
  7. Rubik fez o requerimento para a patente de seu invento na Hungria em janeiro de 1975, e emprestou a engenhoca a uma pequena fábrica de brinquedos de Budapeste.
  8. A patente foi finalmente aprovada no início de 1977, e os primeiros cubos mágicos apareceram no mercado local no final desse ano.
  9. Um ano depois de Ernõ Rubik conseguir a patente, o japonês Terutoshi Ishige entrou com um pedido para o registro de um cubo bastante similar ao do húngaro. E um ano antes do húngaro, o americano Larry Nichols patenteou um cubo semelhante, cuja estrutura era estabilizada com ímã. O brinquedo de Nichols foi rejeitado por inúmeras fabricantes, inclusive a Ideal Toys, que mais tarde comprou o projeto de Rubik.
  10. A construção do cubo mágico segue uma teoria matemática chamada teoria do grupo. O brinquedo ficou tão popular entre os matemáticos que uma subteoria da teoria do grupo foi batizada de “subteoria do grupo do cubo mágico”.
  11. O quebra-cabeça em três dimensões atingiu o mercado internacional em 1980, quando começou a ser vendido pela Ideal Toys. Cada uma das faces do cubo original era composta de 9 quadradinhos da mesma cor – branco, vermelho, azul, laranja, verde e amarelo. O objetivo do brinquedo era o jogador embaralhá-lo e conseguir voltar ao resultado inicial.

  12. Em 1980 e em 1981, o cubo mágico ganhou o prêmio Toy of the Year (“brinquedo do ano”), promovido anualmente pela Associação Internacional da Indústria de Brinquedos.
  13. Em 1981, Patrick Bossert lançou o livro You Can Do The Cube (“Você Consegue Resolver o Cubo”), que vendeu 1,5 milhão de cópias.

  14. Hoje, o brinquedo é vendido em três versões: pequeno (2 x 2 x 2), original (3 x 3 x 3) e grande (5 x 5 x 5).
  15. Rubik tinha batizado o invento de “cubo mágico”, como é conhecido aqui no Brasil. Mas a lei de patentes da Hungria, na época regida por um governo comunista, não permitia a ampliação dos registros em caráter internacional. Por isso, quando a Ideal Toys foi registrar o brinquedo, teve de mudar o nome para “cubo de Rubik”.
  16. Com o lançamento do cubo mágico, surgiram também os primeiros campeonatos de resolução do desafio. Uma estudante vietcongue de 16 anos ganhou o primeiro campeonato mundial de cubo mágico, que aconteceu em Budapeste em 1982. Ela resolveu o jogo em 22,95 segundos.
  17. O recorde mundial atual de tempo de resolução do cubo mágico foi quebrado em junho de 2011 em uma competição na Austrália, por Feliks Zemdegs, que conseguiu resolver o desafio em impressionantes 5,66 segundos.
  18. O homem ainda não conseguiu vencer as máquinas, quando se trata da velocidade em resolver um cubo mágico. Em 2011, o robô Cubestormer II, feito com peças de Lego, resolveu o quebra-cabeça 3D em 5,27 segundos. Seu sucessor, Cubestormer III, ainda quebrou o recorde e, em março de 2014, completou o desafio em 3,253 segundos.

    Prev 1 of 1 Next
    Prev 1 of 1 Next
  19. O cubo mágico inspira ainda outras variações de competições, como resolução com uma só mão ou de olhos vendados. Tem até quem se desafie a resolver um cubo mágico enquanto faz flexões.

  20. Uma criança chinesa de 3 anos ganhou fama na internet depois de conseguir resolver o cubo mágico em apenas 114 segundos.

  21. Existem mais de 40 quintilhões de combinações possíveis em um cubo mágico (são exatamente 43.252.003.274.856.000 combinações).
  22. Isso significa que, se uma pessoa pegar um cubo mágico e fizer uma jogada por segundo, ela demorará pelo menos 1.400 trilhões de anos para fazer todas as movimentações possíveis.
  23. Desde a invenção do cubo mágico, em 1974, estudiosos tentam descobrir o mínimo necessário de jogadas para completar o desafio. Em julho de 2010, com a ajuda de um programa de computador, um grupo de pesquisadores chegou à conclusão: o jogo só consegue ser resolvido com um mínimo de 20 movimentações.
  24. Ou seja, se você tivesse começado esse desafio na época do Big Bang, ainda não teria dado tempo de terminá-lo.
  25. O recorde de maior número de pessoas resolvendo o cubo mágico ao mesmo tempo pertence a 96 habitantes de Santa Ana, na Califórnia, Estados Unidos. O fato aconteceu em 20 de dezembro de 2008.
  26. O cubo mágico já foi estrela de cinema. Na comédia Cara, cadê meu carro? (2000), um objeto que destruiria o mundo apareceria na forma de um cubo mágico.

  27. No filme À Procura da Felicidade (2006), o personagem principal interpretado por Will Smith consegue um emprego após impressionar um executivo resolvendo o cubo mágico em pouco tempo.

  28. A lista de homenagem no cinema é longa. Um site se propôs a registrar todas as aparições do cubo mágico nas telonas. Já são mais de 20.
  29. O brinquedo também figura no mundo da música. Em 1981, o grupo britânico de pop The Barron Knights lançou a música “Mr. Rubik”, que integra o álbum Twisting the Knights Away. A música fala sobre uma pessoa que enlouquece depois de brincar com um cubo mágico.

    Prev 1 of 1 Next
    Prev 1 of 1 Next
  30. O compositor Graham Parker passou 26 anos tentando resolver o cubo mágico. O inglês comprou o objeto em 1983, aos 33 anos, e só conseguiu resolvê-lo em janeiro de 2009, aos 59. “Ele me deixou louco ao longo dos anos. Foi como se tivesse tomado a minha vida”, declarou.
  31. Em 2011, o coletivo Cubeworks recriou mais de 40 obras de arte famosas usando apenas cubos mágicos.

  32. Em homenagem ao Mês da História Negra, em fevereiro deste ano, e ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, estudantes da Rice University, nos Estados Unidos, criaram um mosaico da imagem de Mandela com o uso de 600 cubos mágicos. A obra está exposta no prédio de Pesquisa em Biociência da universidade.

  33. Em 2007, dois cientistas da Universidade de Northeastern, nos Estados Unidos, chegaram a um algoritmo capaz de resolver qualquer combinação do cubo mágico em no máximo 26 movimentos.
  34. Nos Estados Unidos, os obcecados pelo cubo mágico são chamados de “cubaholics”. Por ficarem horas jogando, essas pessoas acabam desenvolvendo dores no pulso e nos polegares.
  35. O cubo mágico mais caro do mundo – batizado de Masterpiece Cube (“cubo obra-prima”) – foi feito por Fred Cueller, da Associação Internacional dos Lapidadores de Diamantes, para celebrar o 15º aniversário do invento de Rubik, em 1989. Para a confecção da joia, foi usado um bloco de 18 quilates de ouro sólido, incrustado com 22,5 quilates de ametista, 34 quilates de rubis e 34 quilates de esmeralda verde. A peça é avaliada em 1,5 milhão de dólares.

  36. O maior cubo mágico do mundo fica em Knoxville, cidade do estado norte-americano do Tennessee. O gigante tem 3 metros de altura e pesa cerca de 500 kg.

  37. Até 2011, o menor cubo mágico do mundo tinha 10 mm de largura, feito pelo russo Evgeniy Grigoriev. A miniatura funciona do mesmo jeito que qualquer cubo mágico.

  38. Em 2011, o artista superou seu próprio recorde, criando um mini cubo mágico que pode ser impresso por impressoras 3D.
  39. O cubo mágico é o brinquedo mais vendido do mundo: já saíram das prateleiras mais de 350 milhões unidades. Empilhados, eles formariam uma vara que iria do Polo Sul ao Polo Norte.
  40. O jogo era tão popular nos anos 80 que só entre 1980 e 1982 foram vendidos 100 milhões – ou 28% de tudo o que já foi vendido até hoje.

Artigos Relacionados

Você já jogou Super Trunfo Católico?

Você já jogou Super Trunfo Católico?

"Deixe de ser ateu, rapaz! Jogar supertrunfo é superfácil". É desse jeito que as instruções do Super Trunfo Católico são apresentadas ao jogador. As regras são similares às do Super Trunfo tradicional, com algumas pequenas diferenças. Cada uma das 30 cartas é...

6 Comentários

6 Comentários

  1. Antonio Roberto de Oliveira Diniz

    Iniciei minha curiosidade sobre o cubo magico em abril de 2013, desde entao nao parei mais. Posto videos no youtube e Google, em canais que produzo pequenos filmes para desenvolver as habilidades do cubo magico. Os canais levam meu nome completo…
    ANTONIO ROBERTO DE OLIVEIRA DINIZ…
    Aguardo para um breve DESAFIO…

    Responder
  2. Antonio Roberto de Oliveira Diniz

    Iniciei minha curiosidade sobre o cubo magico em abril de 2013, desde entao nao parei mais. Posto videos no youtube e Google, em canais que produzo pequenos filmes para desenvolver as habilidades do cubo magico. Os canais levam meu nome completo…
    ANTONIO ROBERTO DE OLIVEIRA DINIZ…
    Aguardo para um breve DESAFIO…

    Responder
  3. João Cassimiro Marques

    o uso do cubo mágico para o desenvolvimento do aprendizado é muitíssimo importante. A penas adianto que não consegui por exemplo 40 cubos mágicos de uma só vêz em nenhum lugar. Daí nao levei a frente.

    Responder
  4. João Cassimiro Marques

    o uso do cubo mágico para o desenvolvimento do aprendizado é muitíssimo importante. A penas adianto que não consegui por exemplo 40 cubos mágicos de uma só vêz em nenhum lugar. Daí nao levei a frente.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *