Curiosidades do filme

"O Mágico de Oz"

atriz cotada para viver  Dorothy nas telonas foi a estrela mirim Shirley Temple, que tinha na época 11 anos. Ela foi descartada por não  ter habilidade para cantar.

A primeira

tinha 16 anos quando interpretou Dorothy. Para parecer mais infantil, a atriz usava um corsete por baixo  do vestido.

Judy Garland

oito pares de sapatinhos  rubi para Dorothy. Um  deles foi roubado em 2005.  O último a ser vendido saiu por 165 mil dólares.

Foram fabricados

de L. Frank Baum, os sapatinhos de Dorothy eram prateados.  O diretor Victor Fleming mudou  a cor do icônico acessório para vermelho brilhante justamente por desfrutar da tecnologia colorida de filmagem.

No romance

da raça cairn terrier, quem  viveu Totó, amigo inseparável  de Dorothy. Ela recebia um cachê mais alto do que o salário de alguns atores humanos – 125 dólares semanais. Ela late 44 vezes ao longo da história.

Foi a cadela Terry,

era feita de pele de leão verdadeira. Ela foi vendida  num leilão em 2014 por  3,1 milhões de dólares.

A fantasia

que interpretava o Homem de Lata, desenvolveu uma grave alergia ao pó de alumínio usado na maquiagem de seu corpo. Jack Haley assumiu o papel, e não saiu ileso: teve uma irritação nos olhos.

O ator Buddy Ebsen,

utilizou a tecnologia Technicolor. Isso exigia mais luz do que  o normal no set. Por isso,  a temperatura ambiente nas gravações chegava aos 38º C.

"O Mágico de Oz"

que aparecem no filme foram pintados com pó de gelatina.

Os cavalos coloridos

como uma bruxa velha,  a atriz Margaret Hamilton,  que interpretou a Bruxa Malvada do Oeste, tinha apenas 36 anos na época  das filmagens.

Apesar de caracterizada

que fez o papel de Glinda,  a bruxa boa, bonita e jovem, estava com 54 anos.

Billie Burk,

Curiosidades  sobre o mundo de

Mafalda