Palmeiras

Curiosidades da

Sociedade Esportiva

Um grupo

de ítalo-brasileiros ficou tão entusiasmado com as visitas dos clubes italianos Torino e Pro Vercelli que resolveu criar um time de futebol que representasse a colônia. Nasceu assim, em 1914, o Palestra Itália.

A ata

da primeira Assembleia Geral de Sócios, em 26 de agosto de 1914, registrou o nome Palestra Italia.  O termo “palestra” vem do grego, e se refere ao local em que o mestre de luta ensina técnicas  a seus alunos.

O time

mudou de nome em 20 de setembro de 1942 por imposição do Estado Novo de Getúlio Vargas, que proibia qualquer agremiação nacional de exaltar Itália, Japão ou Alemanha, rivais brasileiros na Segunda Guerra.

O nome

Palmeiras foi escolhido para aproveitar o “P” do uniforme do Palestra Itália e, ao mesmo tempo, homenagear a já extinta Associação Atlética das Palmeiras.

A primeira

partida oficial foi disputada  em 24 de janeiro de 1915,  em Sorocaba (SP), contra  o Savóia de Votorantim.  Vitória palestrina por 2 x 0.

Quando mudou

de nome, o Palestra Itália liderava invicto o Campeonato Paulista. Já como Palmeiras foi campeão. Daí nasceu a frase: “o Palestra Itália morreu invicto; o Palmeiras nasceu campeão”.

De 1915

aos dias de hoje, o Palmeiras usou nove distintivos diferentes em sua camisa.

Na mudança

de nome, o clube chegou a usar um distintivo provisório, com a inscrição “Palestra de S. Paulo”.

O atual

escudo começou a ser usado na camisa em 1959. As oito estrelas representam o mês de agosto e as 26 linhas no escudo o dia 26.

O hino do Palmeiras

foi feito em 1949. O maestro Antônio Sergi, autor da música, era diretor artístico da rádio Cruzeiro do Sul, a melhor da época. Gennaro Rodrigues, que escreveu a letra, trabalhava como jornalista de "A Gazeta Esportiva".

Um dos grandes

momentos da história do Palmeiras foi a conquista das Cinco Coroas,  ou seja, de cinco títulos em sequência: Taça Cidade de  São Paulo em 1950; Campeonato Paulista, Taça Cidade de São Paulo, Torneio Rio-São Paulo  e Copa Rio em 1951.

Em 1965,

o Palmeiras foi o primeiro time a representar a Seleção Brasileira. Venceu o Uruguai por 3 x 0. Como o técnico do Palmeiras era o argentino Filpo Nuñez, essa partida foi a única na história em que a Seleção foi comandada por um time estrangeiro.

Nos anos 1960,

o time do Palmeiras, liderado  por Ademir da Guia, ficou conhecido como “Academia”.

O estádio do Palmeiras

se chamava Parque Antarctica porque foi a Cia. Antarctica Paulista que comprou o terreno para a área de lazer de seus funcionários em 1902. O Palestra Itália alugava o estádio desde que foi fundado em 1914 e o comprou em definitivo em 1920.

Em 2014,

reinaugurado depois de uma grande reforma, o estádio  passou a se chamar Allianz Parque porque a seguradora alemã comprou o direito de  dar nome ao local.

O periquito

foi a primeira mascote alviverde. Ele foi adotado em 1917, quando  o Palmeiras começou a usar um uniforme totalmente verde. Na época, os bosques do Parque Antarctica tinham muitos periquitos.

O Palmeiras

adotaria o porco como mascote em 1986, mas sem nunca ter abandonado o tradicional periquito.  A decisão foi sacramentada quando o meia Jorginho posou para a capa  da revista "Placar" segurando  um porquinho.

Em 2016,

o clube apresentou o porco selvagem Gobbato como mascote. O nome foi uma homenagem a João Roberto Gobbato, gerente de marketing do clube, o primeiro a sugerir a adoção do porco como mascote, em 1983.

Sublinhado rabiscado branco
Sublinhado rabiscado branco
Sublinhado rabiscado branco

Quer saber mais sobre seu time do coração?