Pincelada moderada
Pincelada moderada

A história da placa

 "Gentileza Gera Gentileza"

Mapa do terreno

Paulista de Cafelândia,

José Datrino espalhava suas palavras de amor, solidariedade  e conforto pelas ruas.   Era reconhecido pela túnica branca e barba também branca.

Círculo traçado
Mapa do terreno

Um incêndio

criminoso matou 503 pessoas no Grand Circus Norte-Americano,  em Niterói (RJ), em 17 de dezembro de 1961. Datrino  plantou um jardim sobre as cinzas e trabalhou como "consolador voluntário" das famílias.

Círculo traçado
Mapa do terreno

Ficou conhecido

como "José Agradecido" e  depois como "Profeta Gentileza".

Círculo traçado
Mapa do terreno

Em 1980,

ele fez murais em 56 pilastras do Viaduto do Gasômetro, entre o Cemitério do Caju e o Terminal Rodoviário, no Centro do  Rio de Janeiro.

Círculo traçado
Mapa do terreno

Na número 3,

ele iniciava a inscrição assim:  "Este é o Profeta Gentileza  que gera gentileza". Tudo era escrito com sua caligrafia característica, com detalhes sempre em verde e amarelo.

Círculo traçado
Mapa do terreno

Usava também

a frase "Gentileza Gera Gentileza" em estandartes que carregava em suas pregações. Tornou-se celebridade não só na cidade carioca, como em outras  partes do mundo.

Círculo traçado
Mapa do terreno

Com o tempo,

seus murais foram vandalizados. Até que, em 2000, eles foram recuperados e tombados pelos órgãos de proteção da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Círculo traçado
Mapa do terreno

O Profeta

Gentileza morreu em 1996,  aos 79 anos.

Círculo traçado
Mapa do terreno

Foi homenageado

como tema de samba-enredo no Carnaval, com livro, com músicas de Gonzaguinha e Marisa Monte, e como personagem de novela de TV.

Círculo traçado