a Copa do tri

1970:

de 1970 foi disputada no México, por dezesseis países, entre 31 de maio e 21 de junho.

A Copa do Mundo

venceu os seis jogos que disputou (Tchecoslováquia, Inglaterra, Romênia, Peru, Uruguai e Itália).  Marcou dezenove gols e sofreu sete.

O Brasil

foi a última a colocar em disputa a Taça Jules Rimet. Depois disso, o torneio seria oficialmente denominado Copa do Mundo FIFA.

Foto: Arquivo Nacional

A Copa de 1970

de levar a taça para casa definitivamente seria dado a quem conquistasse três títulos mundiais primeiro. Brasil e Itália, que fizeram a final, tinham dois títulos cada um.

O direito

Copa do Mundo que teve uma mascote. O garotinho com sombrero ganhou o nome de Juanito.

Foi a segunda

que se começou a utilizar cartões vermelho e amarelo. O primeiro amarelo foi para  o soviético Evgeny Lovchev, contra o México. O primeiro vermelho veio apenas na Copa de 1974. Foi a primeira Copa com direito a duas substituições por Seleção  em cada partida.

Foi nessa Copa

jogadas inesquecíveis:  o chute do meio de campo que encobriu o goleiro tcheco Viktor e passou raspando a trave; o drible de corpo para cima do goleiro, sem bola;  e um chute de primeira  que interceptou um tiro  de meta do goleiro  uruguaio Mazurkievski.

Pelé fez três

Brasil 1 x Inglaterra, o goleiro inglês Gordon Banks fez aquela que é considerada a melhor defesa de todos os tempos, numa cabeceada de Pelé para baixo.

Na partida

provas do carinho do povo mexicano pelos campeões  de 1970 está até hoje no estádio Jalisco, em Guadalajara. Na tribuna,  há um mural dedicado a Pelé, citado como “um exemplo  à juventude do mundo”.

Uma das maiores

na Copa de 1970 por festejar seus gols ajoelhando-se e fazendo o sinal da cruz. Mas foi o tcheco Petras quem criou aquela comemoração. Fez gols em todos os seis jogos e ganhou o apelido  de "Furacão da Copa".

Jairzinho se notabilizou

gol de Pelé na final contra a Itália foi o centésimo do Brasil em Copas do Mundo. O Rei é o único jogador que se sagrou campeão mundial três vezes.

O primeiro

a primeira pessoa a se sagrar campeão mundial como jogador e técnico. Ele era o ponta-esquerda da seleção nas campanhas de 1958 e 1962.

Foto: Arquivo Nacional

Zagallo tornou-se

o goleiro brasileiro Félix entrou de luvas. Foi a primeira vez que um goleiro brasileiro usava luvas em Copas.

Na final,

A COPA DE 

1950