Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Um feriadão em Manaus com tigelas de tacacá

16 de junho de 2009

Hoje é aniversário da Tory Oliveira, que trabalha aqui comigo no site “O Guia dos Curiosos”. Ela aproveitou o feriadão para festejar a data com a família, que mora em Manaus. Inspirada no quadro “Degustação Curiosa”, do Você é Curioso?, a Tory resolveu matar a saudade de um dos pratos típicos da região: o tacacá. Ela trouxe as fotos – e deixou que eu as publicasse aqui. A seguir, você vai ler também o relato da Tory:



“O tacacá é feito a base de tucupi –  caldo extraído da mandioca e temperado com sal, alho e pimenta – e servido quente, com camarão seco vindo do Maranhão e jambú, uma erva regional levemente anestésica. O toque final fica por conta da  “goma”, o amido da mandioca que a Dona Maria, “tacacazeira” responsável pelo preparo do prato, jura que não tem gosto nenhum e só serve para engrossar o caldo.

“Com ou sem a goma, o tacacá tem um gosto bem forte e salgado e é servido na tradicional cuia, recipiente feito com o fruto de uma árvore chamada cuieira. De acordo com a tacacazeira, o prato é mais vendido em dias quentes, principalmente no final da tarde. Uma tigela bem servida de tacacá é vendida por 10 reais.”.


“O “Tacacá da Gisela” existe há cinco anos e está localizado aos pés do Teatro Amazonas, no Largo São Sebastião, no centro histórico de Manaus. O nome do estabelecimento presta uma homenagem a Gisela, considerada a primeira tacacazeira do Largo São Sebastião.  Ele é mantido pelo casal Rosa Maria e Joaquim Melo e é bastante frequentado por moradores locais, turistas e… curiosos”. (comentário meu: acho que esta foi comigo!)


“De olho no apelo turístico, o folheto informativo sobre o tacacá é escrito em quatro línguas (português, inglês, francês e espanhol).  O filho do casal Melo, Moisés conta que um desses turistas, o cantor de ópera Martin Mühle, chegou a tomar quatro cuias de tacacá por dia durante a sua estadia em Manaus para a temporada do Festival Amazonas de Ópera”.
A Tory é esta aí que está tomando o tacacá. De lado, a gente nunca vai saber se o tacacá estava bom ou se ela fez careta… O que ela disse foi o seguinte: “Estava uma delícia, mas eu só consegui encarar uma.”

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

O turista azarado das Torres Gêmeas

O turista azarado das Torres Gêmeas

Para comemorar os 20 anos do "Olá, Curiosos!", pedimos a Gilmar Lopes, criador do canal E-Farsas, para contar uma fake news de 2001. Ele lembrou da foto de um turista no topo do World Trade Center minutos antes de os aviões se chocarem contra as Torres Gêmeas. O que...

A piscina mais funda do mundo

A piscina mais funda do mundo

Os Emirados Árabes Unidos não param de inaugurar grandes atrações para atrair cada vez mais turistas. Na semana passada foi inaugurada em Dubai a piscina para mergulho mais profunda do mundo. A Deep Dive Dubai tem 60 metros de profundidade e 14,6 milhões de litros de...

7 Comentários

7 Comentários

  1. Visionário

    Quando estava trabalhando na região norte, nunca deixei de tomar um belo tacacá. Principalmente, como energizante, para recuperação de uma boa ressaca. Só não me acostumei com a goma. O interessante é que o jambú, deixa a lingua trêmula (ui!).

    Responder
  2. Ana Carolina Alencar e Brito

    Que máximo! Eu amo tacacá e esse da Gisela fica bem em frente ao consultório do meu pai, vivia lá quando morava em Manaus. Ô, terra boaaaa!!!
    Beijos

    Responder
  3. fernando

    sou de NATAL-RN,gostaria de saber como comprar estas tigela de tacaca.

    Responder
  4. Joaquim melo

    Olá Marcelo,
    Fiquei feliz com a inclusão do Tacacá da Gisela no seu blog.
    Gostaria de dizer que também sou um louco por futebol, torcedor do Botafogo.
    Quando vieres a Manaus, não deixes de aparecer no Largo de São Sebastião e provar nosso tacacá.
    Um grande abraço de todos que fazem o Tacacá da Gisela.

    Responder
  5. Ana S

    Num feriadão prolongado, você tem oportunidade de conhecer de perto o fabuloso Encontro das Águas dos rios Negro e Solimões – Um fenômeno raro e único no mundo! Para o turista menos experiente, o melhor e mais barato ponto de partida é sair do Porto da Balsa do bairro Mauazinho que dá acesso aos municípios de Careiro e Autazes. Você paga menos de R$ 5,00 e o transporte é feito em lanchas que eles chamam de voadeiras. Nesse passeio têm-se a oportunidade de conhecer um pouco da vida dos ribeirinhos que vivem da agricultura, caça, pesca e criação de animais; a floresta de várzea (alagada); ver os botos (tucuxi e cor-de-rosa) saltando nas águas; as fazendas de gado bovino, bubalino, suíno e caprino; sentir o cheiro de verde (da mata) e ver os diversos tipos plantas exóticas, peixes e aves do Amazonas. Existem diversas ilhas fluviais nos arredores e Hotéis de Selva. É um belíssimo passeio, além de saborear, é claro, um delicioso tacacá! Vale à pena conferir!

    Responder
  6. Flávio Amorim

    Passei uma temporada recente em Manaus e pude conhecer os pontos turísticos da cidade, que é deslumbrante.. O Teatro Amazonas, Igreja de São Sebastião, Alfândega, Igreja da Matriz, CIGS, Praia da Ponta Negra, Encontro das águas, o vilarejo de Careiro da Várzea, entre outros… Ainda pude experimentar o delicioso Tacacá da Gisela… Tudo incrível, vale a pena visitar essa maravilha brasileira!

    Responder
  7. Fabíola Abess

    Tacacá bom é o tacacá de Parintins que é maravilhoso e não é caro… lá na terra do boi-bumbá.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This