Enfrentando dificuldades na Alemanha, Hermann Hering foi para Blumenau (SC) depois de ouvir histórias sobre o Brasil. Chegou numa colônia onde a agricultura e a pequena indústria começavam a prosperar. Mas não havia ainda nenhuma tecelagem ali e roupas e tecidos estavam entre os produtos importados mais caros.

No início de 1879, Hermann comprou um tear circular de madeira, movido a mão, e um caixote de fios de algodão. Chamou os filhos Paul e Elise e começou uma pequena produção de meias. Um ano depois, trouxe o resto da família. Seu irmão, Bruno Hering, veio apenas acompanhar a cunhada e os sobrinhos, mas se entusiasmou e tornou-se sócio do negócio.

Nascia, então, a Gebrueder Hering. Em alemão, hering significa arenque, um peixe, e o símbolo da empresa representa a união dos irmãos. Quando Hermann morreu, em 1915, a Hering já era a maior malharia brasileira.