Antes da Primeira Guerra Mundial, um material feio, grosseiro e simples substituía a mica em isolantes elétricos (principalmente nos ferros de passar roupa). Como era aplicado “no lugar da mica”, seu nome em inglês ficou sendo “for mica”, o que deu origem à marca registrada Formica. Na década de 1920, os americanos descobriram que a Formica podia ser usada no mobiliário. Até 1948, a fábrica do produto se chamava Formica Isolation Company. O Isolation foi suprimido e os laminados sintéticos começaram a concorrer com a madeira natural. A Formica é obtida pela combinação e prensagem de papéis especiais com certas resinas derivadas de petróleo.