Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Quando a arte provoca controvérsias religiosas

24 de abril de 2019

Joãosinho Trinta
O carnavalesco teve seu primeiro conflito com a Igreja Católica em 1989. A Arquidiocese proibiu a presença de uma reprodução do Cristo Redentor em um dos carros que comporia o desfile da Beija-Flor. Os religiosos acharam uma afronta a imagem sagrada fazer parte de um ritual pagão. A alegoria entrou na passarela mesmo assim, coberta por um plástico preto e com uma faixa dizendo: “Mesmo proibido, olhai por nós”.

Em 2004, houve nova polêmica envolvendo o carnavalesco. O samba-enredo da Grande Rio, “Vamos vestir a camisinha, meu amor”, já havia sido considerado ofensivo pela Igreja. Joãosinho atiçou o conflito criando para o desfile uma série de alegorias consideradas pornográficas.

A Igreja e o Ministério Público conseguiram que três carros fossem proibidos. A exemplo do desfile da Beija-Flor, eles cruzaram a avenida com um pano escuro e uma placa escrito censurado. No final do Carnaval, a escola de samba demitiu Joãosinho.

Je Vous Salue, Marie (1985)
O filme do cineasta Jean Luc Godard chocou os religiosos de todo o mundo ao mostrar Maria, mãe de Jesus, sem roupa. Por isso, países de forte tradição católica acabaram por proibir a exibição do longa. No Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) chegou a realizar uma campanha contra a obra de Godard. O governo cedeu à pressão e censurou sua exibição.

A Última Tentação de Cristo (1988)
A narrativa, levada aos cinemas pelo norte-americano Martin Scorcese, retrata como seria a vida de Cristo caso ele escolhesse ser um homem comum, com esposa, família e até fantasias sexuais. No México, país de forte tradição católica, o filme não pôde ser veiculado nos cinemas de 1988 a 2004. Um canal de televisão na Bulgária teve que cancelar sua exibição em 2002 porque a Igreja Ortodoxa do país conseguiu uma ordem de proibição. O ex-prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, usou recursos administrativos para interditar as salas que estavam com o filme em cartaz. As ações contaram com o apoio de setores religiosos.

Jesus Cristo Superstar (1973)
Diversos grupos religiosos em diferentes países fizeram protestos contra o filme, que consistia em uma adaptação de um musical da Broadway. O ponto principal da polêmica era o fato de o enredo mostrar Cristo como um ser humano falível. Isso não impediu, porém, que o longa se tornasse um sucesso de bilheteria.

Madonna
A material girl comprou várias brigas com a Igreja. A mais notória ocorreu na década de 1980. A Pepsi convidou a cantora para ser a estrela de uma nova campanha e, em troca, lhe ofereceu o patrocínio da turnê do recém-lançado álbum “Like a Prayer”. Mas o clipe da canção título, em que Madonnaaparece beijando um santo negro, ofendeu os bispos católicos, que começaram a incitar um boicote à fábrica de refrigerantes. Em contrapartida, a Pepsi cancelou o apoio financeiro e tirou do ar a propaganda com a artista.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A palavra “dinheiro” é a mais citada na Bíblia?

A palavra “dinheiro” é a mais citada na Bíblia?

Postagens feitas nas redes sociais pelo especialista em finanças Thiago Nigro afirmam que “dinheiro” é a palavra mais citada na Bíblia Sagrada. Essa informação circula há algum tempo, mas ganhou força em compartilhamentos no final de março de 2021. De acordo com as...

Exército da Salvação

Exército da Salvação

O inglês William Both, pastor da Igreja Metodista, pregava todos os dias para marginais na região do East End, em Londres. Pediu que a sua Igreja admitisse aquelas pessoas, mas os metodistas se recusaram. Foi aí que Booth resolveu criar a sua...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This