Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A morte em 10 religiões

24 de abril de 2019

1. Candomblé
O Candomblé vê o poder de Deus em todas as coisas e, principalmente, na natureza. Morrer é passar para outra dimensão e permanecer junto com os outros espíritos, orixás e guias.

2. Catolicismo
Quando morre, o católico é julgado pelos seus atos em vida. Se ele obtiver o perdão, alcançará o céu (onde ressucita para a eternidade), e se for condenado, vai para o inferno. Algumas almas ganham uma chance para serem purificadas e vão para o purgatório.

3. Hinduísmo
Para os hinduístas, a alma se liga a este mundo por meio de pensamentos, palavras e atitudes. Quando o corpo morre, ocorre a transmigração. A alma passa para o corpo de outra pessoa ou de um animal. Na filosofia hinduísta dos Uphanishads, a alma do homem é imortal e livre da ação do tempo.

4. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Na Igreja Adventista do Sétimo Dia, os mortos dormem profundamente até o momento da ressurreição. Quem cumpriu seu papel na Terra recebe a graça da vida eterna. Do contrário, desaparece.

5. Igreja evangélica
Como no catolicismo, os evangélicos acreditam no julgamento, na condenação (céu ou inferno) e na eternidade da alma. A diferença é que o morto faz uma grande viagem e a ressurreição só acontecerá quando Jesus voltar à Terra.

6. Islamismo
Para o islamismo, Alá (Deus) criou o mundo e trará de volta à vida todos os mortos no último dia. As pessoas serão julgadas e uma nova vida começará depois da avaliação divina. Esta vida seria então uma preparação para outra existência, no céu ou no inferno. Acreditar no julgamento final é uma forma de fazer com que o fiel muçulmano se responsabilize por suas atitudes.

7. Judaísmo
Quando um judeu morre, seu corpo é lavado e vestido com uma roupa branca bem simples. O caixão não tem ornamentos e o enterro deve ser feito o mais rápido possível. O homem é enterrado com o seu xale de oração e este deve ficar com as pontas para fora do caixão. A religião não permite que o corpo seja cremado. Os cemitérios são locais de profundo respeito e os fiéis acreditam na ressurreição.

8. Kardecismo
A morte é encarada pelos kardecistas como uma passagem para outra vida. A alma, quando se separa do corpo, parte para o universo espiritual para poder se aperfeiçoar. Ela volta à Terra várias vezes para continuar seu aprendizado. Isso é chamado de encarnação. Se o espírito for evoluído, ele permanece no plano espiritual.

9. Taoísmo
O Taoísmo do filósofo Lao-Tse, que teria vivido no século VI na China, acreditava que a passividade do indivíduo ajudava-o a conservar sua energia vital. Algumas pessoas começaram a interpretar esta ideia como a possibilidade de se obter a vida eterna. Sábios e filósofos taoístas aliaram este conceito a práticas mágicas e meditação na tentativa de descobrir o elixir da vida eterna.

10. Umbanda
Na Umbanda, tudo o que tem vida volta às origens quando morre e depois renasce. Nesse ciclo de evolução, o espírito passa por provações. O umbandista tem contato com espíritos superiores que indicam os caminhos a seguir. Quando atingem a perfeição, os espíritos ajudam outros irmãos no processo de evolução.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A palavra “dinheiro” é a mais citada na Bíblia?

A palavra “dinheiro” é a mais citada na Bíblia?

Postagens feitas nas redes sociais pelo especialista em finanças Thiago Nigro afirmam que “dinheiro” é a palavra mais citada na Bíblia Sagrada. Essa informação circula há algum tempo, mas ganhou força em compartilhamentos no final de março de 2021. De acordo com as...

Exército da Salvação

Exército da Salvação

O inglês William Both, pastor da Igreja Metodista, pregava todos os dias para marginais na região do East End, em Londres. Pediu que a sua Igreja admitisse aquelas pessoas, mas os metodistas se recusaram. Foi aí que Booth resolveu criar a sua...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This