Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 casos emblemáticos de dopings olímpicos

24 de abril de 2019

1. Ben Johnson
O corredor canadense bateu o recorde mundial nos 100 metros raso nas Olimpíadas de Seul, em 1988. Ele fez a prova em 9,79 segundos. No entanto, no exame antidoping, foram detectados traços do anabolizante stanozolol. A medalha de ouro e o recorde mundial foram confiscados pelo Comitê Olímpico Internacional. Seu maior rival, o americano Carl Lewis, levou o ouro.

2. Rick Demont
O nadador norte-americano ganhou os 400 metros livre na prova olímpica de 1972, em Munique. Ele foi desclassificado quando, no exame antidoping, foi detectado o fármaco efedrina. Para a infelicidade de Demont, ele, que sofria de asma, havia tomado uma medicação que continha o composto proibido.

3. Andrea Raducan
Nos Jogos Olímpicos de 2000, Andrea Raducan foi a primeira ginasta da Romênia a ganhar a prova do circuito completo depois de Nadia Comaneci, nos anos 60. A alegria da romena, no entanto, não durou muito – o exame antidoping resultou positivo para o fármaco pseudoefedrina. Ela nem se tocou que a medicação que havia tomado para combater um resfriado continha o composto. A medalha de ouro ficou com sua companheira de equipe Simona Amanar.

4. Kornelia Ender
A alemã ganhou quatro medalhas de ouro na natação olímpica de 1976. Mais de uma década depois, ex-funcionários da equipe confessaram que costumavam administrar anabolizantes em Ender e outros atletas da Alemanha Oriental sem que eles ficassem sabendo.

5. Kristin Otto
A nadadora é mais uma atleta da Alemanha Oriental que recebeu anabolizante sem consentimento. Ela ganhou seis medalhas de ouro nos Jogos de Seul, em 1988.

6. Hans-Gunnar Liljenwall
O sueco foi o primeiro atleta a ser desclassificado de uma Olimpíada por doping positivo. Ele competiu na prova de pentatlo em 1968, na Cidade do México. O exame antidoping acusou a presença de álcool em seu sangue. Liljenwall havia bebido duas cervejas para relaxar antes da prova de tiro.

7. Paul Cerutti
O atleta de Mônaco de 65 anos de idade foi desclassificado da prova de tiro nas Olimpíadas de Montreal, em 1976. O teste deu positivo para anfetaminas.

8. Bakaavaa Buidaa
O judoca da Mongólia ganhou a medalha de prata nas Olimpíadas de Munique, em 1972. No entanto, ele foi desqualificado no exame antidoping, que acusou uma quantidade muito alta de cafeína.

9. Valentin Hristov
Não é nenhuma surpresa que o uso de anabolizantes apareça com frequência em atletas de levantamento de peso. O búlgaro Hristov perdeu sua medalha de ouro nas Olimpíadas de 1976, em Montreal, quando o exame antidoping deu positivo para esteroides.

10. Luiza Galiulina
A ginasta do Uzbequistão foi expulsa das Olimpíadas de Londres (2012) pelo Comitê Olímpico Internacional, depois que seu exame antidoping acusou a presença do diurético furosemida, uma substância proibida.

Conheça os livros:
O Guia dos Curiosos – Jogos Olímpicos
Infográficos Olímpicos

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Mascotes das Olimpíadas de Verão

Mascotes das Olimpíadas de Verão

Waldi Munique, 1972 Amik Montreal, 1976 Misha Moscou, 1980 Sam Los Angeles, 1984 Hodori Seul, 1988 Cobi Barcelona, 1992 Izzy Atlanta, 1996 Syd, Millie e Olly Sydney, 2000 Athena e Phevos Atenas, 2004 Fuwa (Beibe, Jingjing, Huanhuan, Yingying e Nini) Pequim, 2008...

Urso Misha: lágrimas do encerramento

Urso Misha: lágrimas do encerramento

A cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Moscou, em 3 de agosto de 1980, será sempre lembrada por uma lágrima. O mosaico humano que formou a figura do urso Misha, mascote dos Jogos, deixou cair lágrimas do olho esquerdo. Era a tristeza de quem vê a maratona...

Quem criou a bandeira dos refugiados?

Quem criou a bandeira dos refugiados?

A ideia da bandeira dos refugiados (The Refugee Nation) foi de dois publicitários curitibanos radicados em Nova York, Artur Lipori e Caroline Rebello. Eles ficaram entusiasmados quando souberam que haveria uma delegação de refugiados na Olimpíada Rio-2016. Para fazer...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This