Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Outros casos

24 de abril de 2019

 

  • Os times não aceitavam jogadores negros no início da história do futebol no Brasil. Os atletas driblavam a proibição alisando o cabelo e cobrindo o rosto com pó-de-arroz para se passarem por brancos. Um dos exemplos mais famosos desta prática é o jogador do Fluminense Carlos Alberto. Durante uma partida de seu clube contra o América, pelo Campeonato Carioca de 1914, a maquiagem que usava começou a escorrer, revelando sua verdadeira cor. A torcida adversária não perdoou e lhe atribuiu o apelido de Pó-de-Arroz.
  • No final da década de 1910, foi organizada no Rio Grande do Sul a Liga da Canela Preta. O órgão promovia disputas entre times formados apenas por negros. Como resposta, a liga ?branca? criou em 1922 uma segunda divisão, em que permitia a participação de jogadores mulatos em campeonatos.
  • O primeiro grande time a admitir atletas de cor em seu elenco foi o Bangu Atlético Clube. Em 1905, 1 anos após sua fundação, ele contratou o jogador Francisco Carregal. O Grêmio, por exemplo, demoraria 47 anos para comprar o passe do jogador Tesourinha, primeiro atleta negro do clube. Já o primeiro time a vencer uma competição com uma maioria de negros e mestiços foi o Vasco da Gama. Trata-se da conquista do Campeonato Carioca de 1923.
  • No início de sua carreira no clube espanhol Barcelona, o camaronês Eto?o era alvejado por bananas toda vez que pegava na bola.
  • Em 2004, os jogadores Juan e Roque Júnior foram ofendidos pela torcida do Real Madrid em uma partida contra o Real Madrid. Eles defendiam o clube alemão Bayer Leverkussen na Copa dos Campeões. Toda a vez que pegavam na bola, os entusiastas do time adversário imitavam macacos. O Real Madrid acabou sendo obrigado a pagar 10 mil euros de multa pela agressão.
  • O mesmo ocorreu com o jogador Roberto Carlos, também em 2004. Toda vez que ele e os outros jogadores negros do Real Madrid pegavam na bola em um jogo contra o Atlético de Madrid. O clube dos ofensores foi multado em 600 euros.
  • Em 2006 o jogador sérvio Nikola Mijailovic, do clube polonês Wisla Cracóvia, recebeu da Uefa (União das Associações Européias de Futebol) punição de ficar 5 jogos sem jogar por ter feito insultos racistas ao jogador sul-africano Benni McCarthy, do Blackburn. O fato aconteceu durante uma partida pela Copa da Uefa.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Uma seleção de curiosidades sobre o Rei Pelé

Uma seleção de curiosidades sobre o Rei Pelé

Os Correios lançaram o selo em homenagem ao milésimo gol de Pelé em 28 de novembro de 1969 – apenas nove dias após o feito. No ano seguinte, Pelé aparece também no selo que saúda o tricampeonato mundial, conquistado no México. O fotógrafo Ronaldo Kotscho, de Placar,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This