Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Curiosidades sobre o Palmeiras

24 de abril de 2019
  1. Um grupo de ítalo-brasileiros ficou tão entusiasmado com as visitas dos clubes italianos Torino e Pro Vercelli que resolveu criar um time de futebol que representasse a colônia. Nascia assim, em 1914, o Palestra Itália.
  2. O primeiro presidente do clube, Ezequiel Simone, ficou no cargo por apenas dezenove dias. Foi substituído por Augusto Vacari. Logo em seguida, Vacari foi recrutado pela Itália para lutar na Primeira Guerra Mundial. Deixou no lugar Leonardo Paseto.
  3. O time mudou de nome em 1942 por imposição do Estado Novo de Getúlio Vargas, que proibia qualquer agremiação nacional de exaltar Itália, Japão ou Alemanha, rivais brasileiros na II Guerra Mundial.
  4. O nome Palmeiras foi escolhido para aproveitar o “P” do uniforme do Palestra Itália e para homenagear a já extinta Associação Atlética das Palmeiras.
  5. A primeira partida oficial foi disputada em 24 de janeiro de 1915, em Sorocaba (SP), contra o Savóia de Votorantim. Vitória palestrina por 2 x 0.
  6. Quando mudou de nome, o Palestra Itália liderava invicto o Campeonato Paulista. Já como Palmeiras, foi campeão. Daí nasceu a frase: “o Palestra Itália morreu invicto; o Palmeiras nasceu campeão”.
  7. Além disso, o Palmeiras precisou abandonar o vermelho para que suas cores não permanecessem iguais às da bandeira da Itália. Restaram o verde e o branco.
  8. O hino do Palmeiras foi feito em 1949. Antônio Sergi, autor da música, era diretor artístico da rádio Cruzeiro do Sul, a melhor da época, e maestro da orquestra Colúmbia, que animava até os bailes da mansão dos Matarazzo. Gennaro Rodrigues, que escreveu a letra, trabalhava como jornalista de A Gazeta Esportiva.
  9. No início, o escudo do Palestra Itália era vermelho com uma cruz de Savóia branca. Depois ele ficou parecido com o atual. Os dois seguintes foram variações em torno das iniciais do clube. Durante a Segunda Guerra, desaparece o I e fica só o P. Até que a diretoria resolveu adotar o que lembrava o Palestra Itália, todo verde.
  10. Em 1946, o ponta-esquerda Ary Mantovani conseguiu um feito impressionante pelo Palmeiras: marcou dois gols olímpicos na vitória de 6 x 2 do Verdão sobre a Portuguesa de Santos.
  11. Um dos grandes momentos da história do Palmeiras foi a conquista das Cinco Coroas, ou seja, de cinco título em sequência: Taça Cidade de São Paulo em 1950; Campeonato Paulista, Taça Cidade de São Paulo, Torneio Rio-São Paulo e Copa Rio em 1951.
  12. Em 1965 o Palmeiras foi o primeiro time a representar a Seleção Brasileira. E venceu o Uruguai por 3 x 0. Como o técnico do Palmeiras era o argentino Filpo Nuñez, essa partida foi a única na história em que a Seleção foi comandada por um time estrangeiro.
  13. Nos anos 60, o time do Palmeiras, liderado por Ademir da Guia, ficou conhecido como “Academia”. Ademir da Guia disputou 666 partidas com a camisa alviverde em dezesseis anos. Pendurou as chuteiras em 14 de novembro de 1976. Saiu contundido no intervalo de uma partida contra o Corinthians e não voltou mais.
  14. Em 1969, quando o Campeonato Paulista estava em andamento, o Corinthians pediu permissão à Federação Paulista de Futebol para contratar dois jogadores que substituíssem o lateral-direito Lidu e o ponta-esquerda Eduardo, mortos num acidente de automóvel. Todos os clubes concordaram, menos o Palmeiras. Na partida seguinte entre os dois times, a torcida corintiana encontrou uma fórmula para protestar contra o que considerou uma “sujeira” palmeirense. Levou um porco ao Morumbi e soltou-o em campo antes do início do jogo. Enquanto o suíno corria, assustado, de um lado para o outro, os corintianos entoavam o coro que virou provocação até 1986. Nesse ano, a torcida alviverde resolveu adotar o novo mascote e também um novo grito de guerra: “Dá-lhe, porco!”.
  15. Já o periquito, mascote do clube desde 1917, surgiu porque essas aves eram muito comuns no entorno do clube. Além disso, o uniforme todo verde lembrava o animal.
  16. O Palmeiras é o maior campeão do Campeonato Brasileiro: são nove títulos.
  17. O Palmeiras é também o time brasileiro que mais perdeu finais de Libertadores: foram três.
  18. O estádio do Palmeiras se chamava Parque Antarctica porque foi a Cia Antarctica Paulista que comprou o terreno para o lazer de seus funcionários em 1902. O Palestra Itália alugava o estádio desde que foi fundado em 1914 e o comprou em definitivo em 1920.
  19. Em 2014, reinaugurado após uma grande reforma, o estádio passou a se chamar Allianz Parque por causa da seguradora alemã que comprou o direito de dar nome ao local.
  20. Você conhece a expressão “acabar a pizza”? Ela surgiu graças ao Palmeiras. Na década de 1960, os dirigentes do clube passaram 14 horas discutindo soluções para uma crise financeira. Famintos, acabaram pedindo uma pizza e nada resolveram. O jornalista Milton Peruzzi escreveu no jornal A Gazeta Esportiva: “Crise no Palmeiras termina em pizza”. Pegou.
  21. A exemplo do que acontece na Europa, o Palmeiras manteve uma equipe B entre 2000 e 2013. O Palmeiras B era proibido de subir para a primeira divisão do Campeonato Paulista justamente para não jogar contra o time principal. Na Copa São Paulo de Futebol Junior de 2005, porém, não teve jeito: os dois se cruzaram no mata-mata e deu Palmeiras. O original, no caso: 4 x 0.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Uma seleção de curiosidades sobre o Rei Pelé

Uma seleção de curiosidades sobre o Rei Pelé

Os Correios lançaram o selo em homenagem ao milésimo gol de Pelé em 28 de novembro de 1969 – apenas nove dias após o feito. No ano seguinte, Pelé aparece também no selo que saúda o tricampeonato mundial, conquistado no México. O fotógrafo Ronaldo Kotscho, de Placar,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This