Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 curiosidades sobre a Copa do Mundo

24 de abril de 2019

1. Pelé foi três vezes campeão mundial como jogador (em 1958, 1962 e 1970), o que nenhum outro jogador conseguiu repetir até hoje. Como não houve as Copas de 1942 e 1946, os italianos bicampeões em 1934 e 1938 perderam essa chance. Só Gilmar, Djalma Santos, Bellini e Garrincha (campeões em 1958 pelo Brasil e presentes na Copa de 1966) chegaram perto.

2. Na Copa de 1938, contra a Polônia, a chuteira direita do atacante Leônidas estourou. Naquele tempo, não havia chuteira reserva. Por isso, enquanto ela era consertada fora de campo, Leônidas continuou jogando. Pegou o rebote de uma falta cobrada pelo ponta-esquerda Hércules e marcou – descalço – um dos seus quatro gols na partida vencida pelo Brasil por 6 a 5.

3. O único técnico campeão duas vezes consecutivas é Vittorio Pozzo, da Itália. Ele venceu as Copas de 1934 e 1938. Nenhum capitão conseguiu sagrar-se bicampeão do mundo. Maradona, campeão em 1986 e vice em 1990, e Dunga, campeão em 1994 e vice em 1998, foram os que chegaram mais perto dessa façanha. Bellini, capitão do Brasil em 1958, não disputou nenhuma partida em 1962, quando o capitão era o zagueiro Mauro.

4. O milésimo gol em Copas do Mundo foi marcado por Rensenbrink, da Holanda, em 1978. No jogo entre a Holanda e a Escócia, que terminou em 3 a 2 para a Escócia, o jogador acertou um pênalti aos 34 minutos do primeiro tempo.

5. O Brasil é o único país do mundo que teve dois técnicos irmãos dirigindo a seleção em Copas. Em 1954, Zezé Moreira foi o técnico no mundial da Suíça. Seu irmão Aymoré Moreira conduziu o Brasil ao bicampeonato mundial em 1962.

6. O Brasil é o país com o maior número de vitórias consecutivas em Copas: 11. A seleção venceu todas as sete da Copa de 2002 e outras quatro na Copa seguinte. A maior invencibilidade em Copas também é recorde brasileiro: 13 jogos, entre 1958 e 1966 (11 vitórias e dois empates). O México é o país com maior número de derrotas consecutivas: nove, nas Copas de 1930, 1950 e 1958. O maior número de empates consecutivos foi conseguido pela Irlanda: quatro, na Copa de 1990. A maior sequência sem vitórias é da Bulgária: 17 jogos, nas Copas de 1962, 1974, 1986 e 1994.

7. O menor público numa Copa foi no jogo entre Romênia e Peru, no dia 14 de julho de 1930. Na ocasião, 300 pessoas foram ao estádio Pocitos, em Montevidéu, para assistir à vitória por 3 a 1 dos europeus. O maior público numa Copa foi na final do mundial de 1950, entre Brasil e Uruguai, no dia 16 de julho, quando 174 mil pessoas foram ao Maracanã. Este número, porém, não é exato, já que as catracas do estádio quebraram e muitas pessoas entraram sem ingresso. Estimativas apontam que havia mais 200 mil pessoas no local.

8. O jogador que mais fez gols em uma única edição da Copa do Mundo foi o francês Just Fontaine, 13 gols em 1958. Em segundo lugar, vem o húngaro Sandor Kocsis, com 11 gols. Na Copa da Alemanha, em 2006, o atacante Ronaldo se tornou o jogador de futebol que mais fez gols em Copas do Mundo – 15, ultrapassando o alemão Gerd Müller.

9. O gol mais rápido da história das Copas foi marcado pelo turco Hakan Sukur, em 2002, aos 11 segundos, na vitória da Turquia por 3 a 2 sobre a Coreia do Sul, na decisão do terceiro lugar. A expulsão mais rápida foi a do jogador Batista, do Uruguai, na partida entre Escócia e Uruguai, na Copa do Mundo de 1986. O árbitro Joel Quiniou, da França, mandou o uruguaio para o chuveiro aos 53 segundos do primeiro tempo, depois de uma falta violenta em Gordon Strachan.

10. Juan Jose Tramutola é o mais jovem técnico a comandar uma seleção. Foi treinador da Argentina na Copa de 1930, aos 27 anos.

No Blog do Curioso, conheça todas as mascotes da história das Copas.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

10 curiosidades sobre a Copa de 1970 (México)

10 curiosidades sobre a Copa de 1970 (México)

1. Foi nessa Copa que se começou a utilizar cartões vermelho e amarelo. O primeiro a receber um amarelo foi o soviético Evgeny Lovchev, em um jogo contra o México. O primeiro cartão vermelho veio apenas na Copa seguinte, em 1974. O...

10 curiosidades sobre a Copa de 2014 (Brasil)

10 curiosidades sobre a Copa de 2014 (Brasil)

1. O Brasil estreou a Copa do Mundo com um dado estatístico histórico: o lateral Marcelo marcou o primeiro gol contra da Seleção Brasileira na história das Copas. Ao longo do Mundial, foram registrados outros quatro gols contra. A...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This