BRASIL NA COPA DE 1970

1. Na estreia do Brasil, contra a Espanha, a banda contratada tocou por engano o Hino à Bandeira em vez de o Hino Nacional.

2. Carlos Bilardo, técnico da Argentina, era formado em Medicina.

3. Para viajar ao México, a seleção italiana exigiu da empresa aérea Alitalia a mesma tripulação que os levara à Espanha quatro anos antes. Pura superstição: é que em 1982 a Itália tinha se sagrado campeã.

4. Onze jogadores da seleção soviética eram do Dínamo de Kiev, cidade próxima à usina de Chernobil, que sofreu um acidente nuclear dois meses antes do desembarque da equipe no México.

5. Antes do futebol, o atacante italiano Bruno Conti jogava beisebol. Era tão bom que quase foi jogar profissionalmente nos Estados Unidos.

6. Preocupada com o Mal de Montezuma, que causa incontroláveis crises de estômago em estrangeiros no México, a delegação da Bélgica levou em sua bagagem 20 mil litros de água mineral e centenas de quilos de queijo holandês.

7. O inglês Lineker foi o artilheiro da Copa de 1986. O jogador marcou 6 gols.

8. Em um jogo entre Inglaterra e Marrocos, os locutores tiveram uma dificuldade incomum: havia dois jogadores com o mesmo nome em campo – Gary Stevens.

9. O jogador argentino Marcelo Trobbiani foi o recordista de menor tempo em campo. Entrou aos 43 minutos do segundo tempo de uma única partida.

10. O prêmio dos argentinos, campeões mundiais, foi de 50 mil dólares. Se tivessem conquistado a taça, os brasileiros receberiam 130 mil.