Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 curiosidades sobre a Copa de 1950 (Brasil)

24 de abril de 2019

1. Dos 16 países classificados, três desistiram de participar: Escócia, Turquia e Índia. Convidados a substituí-los, França e Portugal também não quiseram competir, porque a Europa ainda se ressentia dos efeitos da Segunda Guerra.

2. Foi nessa Copa que os jogadores passaram a usar números nas costas.

3. Até 1950, os ingleses esnobavam a Copa do Mundo, alegando sua superioridade em relação aos outros países. Nesse ano, concordaram em vir ao Brasil e… não passaram da primeira fase.

4. Maneca (Manuel Marinho Alves), reserva na Copa de 50, abandonou o futebol em 1957. Em 11 de julho de 1961, ele se suicidou, tomando veneno.

5. Na tentativa de encontrar um culpado para a derrota do Brasil, supersticiosos condenaram a troca de concentração na véspera da final: o Brasil concentrou no estádio do Vasco da Gama, em São Januário, em vez de fazê-lo em uma casa no bairro de Joá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, como de costume.

6. A tática adotada pelo técnico Karl Rapman, da Suíça, para garantir o empate de 2 a 2 contra o Brasil, ficou conhecida como “ferrolho”. Praticamente todos os jogadores são utilizados em funções defensivas, ficando apenas um ou dois no ataque.

7. Só o Brasil, em 1950, e a Suécia, em 1958, perderam uma decisão de Copa em casa. Todos os outros anfitriões que conseguiram chegar à final foram campeões: Uruguai (1930), Itália (1934), Inglaterra (1966), Alemanha (1974), Argentina (1978) e França (1998).

8. Antes do jogo, os brasileiros estavam dominados pelo clima de “já ganhou”. Um jornal carioca publicou, na véspera do jogo, a manchete “Estes são os campeões do Mundo’, com a foto da Seleção Brasileira. O capitão do time uruguaio, Obdulio Varela, resolveu usar isso como incentivo. Ele comprou vários exemplares do jornal e forrou todo o vestiário da equipe. A ideia era fazer com que os uruguaios não aceitassem ser meros coadjuvantes. Deu certo. 

9. Foi a derrota mais triste do futebol brasileiro. O silêncio tomou conta do Maracanã em 16 de julho de 1950. Desolados, os quase 200 mil torcedores demoraram mais de meia hora para deixar o estádio. O Brasil precisava apenas de um empate, mas perdeu por 2 a 1 para o Uruguai.

10. Maracanã (Rio de Janeiro), Pacaembu (São Paulo), Independência (Belo Horizonte), Vila Capanema (Curitiba), Eucaliptos (Porto Alegre) e Ilha do Retiro (Recife) foram os estádios usados para os jogos do Mundial.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

10 curiosidades sobre a Copa de 1970 (México)

10 curiosidades sobre a Copa de 1970 (México)

1. Foi nessa Copa que se começou a utilizar cartões vermelho e amarelo. O primeiro a receber um amarelo foi o soviético Evgeny Lovchev, em um jogo contra o México. O primeiro cartão vermelho veio apenas na Copa seguinte, em 1974. O...

10 curiosidades sobre a Copa de 1986 (México)

10 curiosidades sobre a Copa de 1986 (México)

1. Na estreia do Brasil, contra a Espanha, a banda contratada tocou por engano o Hino à Bandeira em vez de o Hino Nacional. 2. Carlos Bilardo, técnico da Argentina, era formado em Medicina. 3. Para viajar ao México, a seleção...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This