Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

20 curiosidades sobre o América Mineiro

24 de abril de 2019

1. Apesar de ser frequentemente chamado de “América Mineiro” para que não se confunda com os outros “Américas” do futebol brasileiro, o clube, ao contrário do rival Atlético, não carrega “Mineiro” no nome oficial: seu batismo é apenas América Futebol Clube.

2. O América foi o primeiro time a ser fundado por um negro: Geraldino de Carvalho estava entre os jovens que fundaram o clube em 1912.

3. O nome América, aliás, foi escolhido através de um sorteio. Alda Meira, irmã de um dos fundadores, anotou em pedaços de papel as várias sugestões de nomes e promoveu o sorteio.

4. O maior orgulho do América em sua história é o de ser o primeiro time decacampeão do mundo. Entre 1916 e 1925, não teve pra ninguém em Minas Gerais: o Coelho faturou dez títulos em sequência no Campeonato Mineiro. A marca só foi igualada no Brasil pelo ABC, que entre 1932 e 1941 venceu dez vezes o estadual do Rio Grande do Norte.

5. Pouco mais tarde, em 1928, o América aplicou a maior goleada da história do Campeonato Mineiro: 14 x 0 sobre o Palmeiras de Minas Gerais.

6. Conhecido por suas cores verde e preto, o América jogou de vermelho ao longo da temporada de 1933. Foi um protesto contra o profissionalismo do futebol: os americanos acreditavam que o esporte deveria permanecer amador.

7. O América foi o primeiro time de Minas Gerais a enviar um representante para os Jogos Olímpicos. Em 1936, o corredor Juvenal dos Santos – atleta do América que havia sido campeão estadual e nacional – participou dos Jogos de Berlim, na Alemanha.

8. O mascote do clube, o coelho, foi desenhado pelo cartunista Fernando Pierucetti, o Mangabeira, em 1945. O cartunista foi o responsável também pelos mascotes do Atlético e do Cruzeiro. O curioso é que inicialmente ele desenhou o Pato Donald como mascote do América. A torcida não gostou e forçou a mudança.

9. Em 1956 o América se tornou o primeiro time brasileiro a passar 100 dias excursionando pela Europa. Foram sete vitórias, quatro empates e uma derrota em jogos disputados na Polônia, na Bélgica, na França, na Alemanha Ocidental e na Espanha.

10. Nesta excursão, o América alcançou outra marca importante: foi o primeiro clube brasileiro a contar com um jogador campeão da Copa do Mundo em seu elenco. Tratava-se do uruguaio Gambetta, membro do histórico time do Uruguai que derrotou o Brasil na Copa do Mundo de 1950.

11. Falando na Copa do Mundo de 1950, o estádio do América, o Independência, foi uma das sedes daquele Mundial – o Mineirão ainda não existia. Um dos três jogos disputados no estádio foi a histórica vitória dos Estados Unidos sobre a Inglaterra por 1 x 0, até hoje considerada uma das maiores “zebras” da história das Copas do Mundo.

12. O Independência só se tornaria o estádio do América muitos anos mais tarde. Em 1965 o Sete de Setembro, outro clube de Belo Horizonte, herdou o estádio do governo do estado. Em 1989, o América assinou um contrato de comodato válido por 30 anos, mas se tornou logo o proprietário do local em 1997, quando incorporou o Sete de Setembro.

13. O América já chegou a ser suspenso de competições oficiais da CBF. Em 1993, o clube entrou na Justiça Comum para reivindicar o direito de disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 1994, uma vez que havia se classificado melhor do que algumas equipes que conseguiram permanecer na elite. Como os recursos na Justiça Comum são proibidos pela entidade, o América foi excluído de qualquer divisão em 1994 e aproveitou a temporada para excursionar pela Ásia.

14. Uma característica do América é a de revelar grandes jogadores do futebol brasileiro: Tostão, Éder Aleixo, Euller, Palhinha, Gilberto Silva e Fred foram alguns dos craques que começaram suas carreiras no Coelho.

15. Esse DNA das categorias de base se manifesta em conquistas importantes: o América foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 1996, superando o rival Cruzeiro na decisão no Pacaembu. Em 2011 o Coelhinho se sagrou Campeão Brasileiro Sub-20, disputando assim a Libertadores da categoria em 2012.

16. Por falar em Copa São Paulo, foi na Copinha que o América mais uma vez entrou para a história do futebol. Em 2003, o time mineiro precisou de apenas 3,17 segundos para balançar as redes do estádio Ítalo Mário Limongi, em Indaiatuba, na partida contra o Vila Nova pela primeira fase. Percebendo o goleiro adiantado, Fred chutou da marca do meio-campo logo na saída e fez um golaço. Foi o gol mais rápido da história do futebol até então – o recorde só seria quebrado seis anos mais tarde.

17. Se revela grandes jogadores por um lado, por outro o América também é conhecido por abrigar jogadores renomados já na reta final de carreira. Mirandinha (ex-Corinthians), Fábio Junior (ídolo do Cruzeiro) e o próprio Euller foram alguns dos consagrados atletas que passaram pelo América antes de pendurarem as chuteiras.

18. Juscelino Kubitschek era torcedor do América. Além dele, outro presidente eleito a fazer parte da torcida americana era Tancredo Neves, que faleceu antes de tomar posse. O fotógrafo Sebastião Salgado e o técnico Telê Santana são outros americanos ilustres.

19. Ao lado do Santa Cruz, o América carrega um recorde negativo: é a única equipe a jogar a primeira divisão na era dos pontos corridos mais de uma vez sem ter conseguido permanecer na elite em nenhuma delas.

20. Apesar de nunca ter disputado a Libertadores, desde 2013 os americanos se acostumaram a ver o escudo do clube presente em grandes jogos na competição continental. Como o Atlético ainda não entrou em acordo com a administradora do Mineirão, sua “casa” é o Independência. Foi lá que o Galo fez praticamente toda a sua campanha na vitoriosa  Libertadores de 2013 – só não jogou lá na final porque o estádio não tinha a capacidade exigida pela Conmebol. O estádio tem enormes escudos do América atrás dos gols e ao lado das traves.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This