Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Michael Schumacher

24 de abril de 2019

1. Michael Schumacher nasceu em Hürth, Alemanha, em 3 de janeiro de 1969. Começou a correr aos 5 anos de idade, no kartódromo administrado por seu pai em Kerpen, Alemanha. Apesar disso, só entrou em competições a partir de 1983, quando conseguiu a licença para correr de kart. Seu carro rodava com pneus usados, porque sua família não possuía dinheiro para comprar novos.

2. Logo em sua estreia nas pistas, em 1988, ele ganhou o campeonato de Fórmula König. Dois anos depois, venceu a Fórmula 3 alemã.

3. A carreira na Fórmula 1 teve início em 1991. Na ocasião, o francês Bertrand Gachot, primeiro piloto da Jordan, foi preso por envolvimento em uma briga. O empresário de Schumacher se propôs a pagar os 237 mil dólares que Eddie Jordan pedia para substituir o encrenqueiro e o convenceu a fechar acordo afirmando que o então desconhecido corredor era especialista no circuito de Spa-Francorchamps. Anos depois, Schumacher contou que se tratava de uma grande mentira: “Eu havia dado apenas uma volta de bicicleta na pista”.

4. Em 1994, na última corrida da temporada, em Suzuka, no Japão, ele jogou seu carro contra o de Damon Hill e o tirou da competição, arrebatando assim o lugar mais alto no pódio e o primeiro título de sua carreira.

5. Três anos depois a história se repetiu, agora com o canadense Jacques Villeneuve. Mas desta vez a manobra rendeu ao então ferrarista um resultado bem diferente: o adversário escapou do toque e seguiu tranquilamente na corrida, enquanto a Ferrari do alemão ficou enterrada na brita. Villenueve se sagrou assim campeão mundial.

6. Em 2002, no autódromo de Zeltweg, na Áustria, a pouco metros da linha de chegada, o brasileiro e segundo-piloto Rubens Barrichello deixou Schumacher ultrapassá-lo e vencer a corrida. A ordem para que isso fosse feito veio de Jean Todt, diretor esportivo da Ferrari. No pódio, o piloto quebrou o protocolo e cedeu o lugar mais alto ao brasileiro. A FIA penalizou a Ferrari com multa de 500 mil dólares.

7. Neste mesmo ano, o piloto conquistou o pentacampeonato de Fórmula 1, igualando recorde obtido por Juan Manuel Fangio em 1957. Com sete títulos, ele ainda é o maior campeão. Além disso, foi o piloto que obteve mais cedo um título, em 2002, com somente 64,7% das corridas da temporada disputadas.

8. Em 2006, depois de vencer o GP da Itália, o alemão anunciou a despedida das pistas marcada para o final do campeonato. Sua última corrida foi no Brasil, ainda disputando o título mundial. Com vários problemas e largando em 10º, ele terminou em quarto e viu o espanhol Fernando Alonso ser bicampeão mundial. O último título de Schumacher aconteceu em 2004 e sua última vitória foi em 2006, no Grande Prêmio da China.

9. No final de 2009, o piloto surpreendeu ao anunciar o seu retorno à Fórmula 1 na temporada de 2010. Mais ainda porque ele foi contratado pela Mercedes, abandonando assim o cockpit da Ferrari. Em três temporadas, conseguiu apenas um pódio (terceiro lugar no GP da Europa, em 2012) e se despediu em definitivo novamente no Brasil, com um 14º lugar em 2012.

10. Em 29 de dezembro de 2013, Schumacher sofreu um gravíssimo acidente em uma estação de esqui de Meribel, nos Alpes Franceses. Um traumatismo craniano grave o deixou em coma e desde então ele se encontra inconsciente. As informações sobre o seu estado de saúde são pouquíssimo divulgadas pela família e as notícias dadas pela imprensa são, em geral, desencontradas. Não se sabe realmente qual o grau da sua recuperação.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This