LOGO DA PARKERGeorge Parker, jovem professor de telegrafia de Wisconsin, EUA, criou um novo modelo de caneta em 1888. A revolucionária Parker 51, com a pena embutida, que fazia a tinta secar no instante em que tocava o papel, foi uma das canetas mais populares no Brasil. Durante 1940, a Parker americana decidiu testá-la no mercado brasileiro antes de soltá-la para o resto do mundo. Cinco anos depois, seria com uma delas que o general Eisenhower assinaria a aceitação da rendição alemã na Segunda Guerra Mundial. Foi também com uma Parker 51 que o presidente brasileiro Getúlio Vargas assinou sua carta-testamento, antes de se suicidar com um tiro em 1954.