Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 símbolos do Natal

24 de abril de 2019

Cartão de Natal
O primeiro cartão de Natal surgiu na Inglaterra em 1843. O pintor John Calcott Horsley desenhou uma família ao redor de uma mesa bastante farta e colocou, ao lado, um rico dando comida a crianças pobres. Havia a mensagem, em inglês, de “Feliz Natal e Próspero Ano Novo para você”. Horsley fez o cartão sob encomenda de Henry Cole, diretor de um museu, que imprimiu mil cópias.

Estrela-guia
A estrela-guia representa a estrela que ajudou os Reis Magos a chegar à manjedoura onde nasceu Jesus. Ela os guiou com sua luz, por isso traz no nome a palavra “guia”.

Estrelas
Simbolizam a luz que sempre harmoniza os ambientes. Para os judeus, são anjos guardiões. Para os esotéricos, a estrela de cinco pontas mostra o esquema simbólico do homem em relação às medidas do universo – braços e pernas esticados, e a cabeça, que comanda a vontade. A estrela de seis pontas simboliza a paz.

Folhas
Por se manterem verdes em pleno inverno, o azevinho (que simboliza o flagelo de Cristo), o visco e a hera eram tidos como plantas mágicas pelos druidas, antigos sacerdotes dos gauleses e bretões.

Guirlanda
Uma guirlanda pendurada na porta de casa indica a presença do Menino Jesus naquele lar.

Presentes
Em dezembro, na festa romana que honrava o rei Saturno, eram distribuídos presentes, como estatuetas de deuses em argila, mármore, ouro e prata. No século 14, no dia 5 de dezembro, as crianças comemoravam o dia de São Nicolau, colocando os sapatos na janela e recebendo presentes. A primeira loja especializada em presentes de Natal foi fundada em Paris (França) em 1785.

Presépio
Representa o local do nascimento de Cristo. É formado por uma manjedoura, onde repousa o menino Jesus, e as imagens de Maria, José, os reis magos, os pastores, anjos, animais e a estrela-guia. Segundo a história, São Francisco construiu o primeiro presépio na cidade de Greccio, na Itália, em 1224. A palavra “presépio” (praesepium) tem origem hebraica e significa “estábulo” ou “manjedoura”.

Reis Magos
O historiador inglês São Bedas (673-735) foi o primeiro a descrever os três Reis Magos e a citar seus nomes. Na Bíblia, eles são chamados de pastores no Evangelho de Lucas, e de Magos em Mateus. Cada um deles representa uma raça: a branca, a amarela e a negra. O africano Baltazar, com cerca de 30 anos, o asiático Gaspar, com 15 anos, e o europeu Melchior (ou Belchior), com aproximadamente 40 anos, foram os primeiros a visitar o Menino Jesus, e lhe ofereceram presentes: mirra (resina extraída da árvore de mesmo nome), em sinal de sua humanidade; incenso, para representar a divindade do Menino Jesus; e ouro, em homenagem à sua realeza. No Brasil, as primeiras imagens dos Reis Magos chegaram de Portugal, em 1752, destinadas ao Forte dos Reis Magos, no Rio Grande do Norte.

Sinos
As badaladas dos sinos de Natal representam a mensagem “Nasceu Jesus!”. Além disso, acredita-se que o som dos sinos pode afastar tudo de ruim e trazer boa sorte.

Velas
Muitos povos usam o fogo para exorcizar os maus espíritos.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Curiosidades sobre a árvore de Natal do Rockefeller Center

Curiosidades sobre a árvore de Natal do Rockefeller Center

A iluminadíssima árvore do imponente Rockefeller Center é uma das atrações natalinas mais querida de Nova York, nos Estados Unidos. A primeira árvore foi montada em 1931 pelos operários da própria construção do RC. Era um abeto balsâmico de pouco mais de 6 metros de...

Papai Noel existe?

Papai Noel existe?

Papai Noel existe? O que você responderia se uma criança lhe perguntasse isso? O pai de Laura Virginia O”Hanlon Douglas, um médico legista de Nova York, sugeriu que ela escrevesse uma carta com aquela pergunta para o jornal “The Sun”. Foi o que Virgínia, de 8 anos,...

11 curiosidades sobre a ceia de Natal

11 curiosidades sobre a ceia de Natal

Na Europa, antigamente, as pessoas deixavam a porta de casa aberta na noite de Natal para que viajantes e pessoas pobres pudessem participar da ceia. Até hoje, a refeição é o momento de confraternização entre amigos e familiares. No Brasil, o prato mais tradicional é...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This