Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Quando o Carnaval foi adiado – e pulado duas vezes

7 de fevereiro de 2012

Duas vezes na história do país a festa mais esperada do ano sofreu mudança de calendário. A primeira foi em 1892, quando o ministro do Interior tentou mudar a data da festa para 26 de junho. Segundo o ministro, o evento gerava muito lixo, e junho era um mês mais “saudável” que fevereiro. O povo, indignado com a atitude do ministro, ignorou a sentença e pulou dois carnavais – um no verão e outro no inverno.

Em 1912, mais uma tentativa frustrada de mexer com a folia do brasileiro: por causa da morte do Barão do Rio Branco, em 10 de fevereiro daquele ano, o governo determinou que os bailes de Carnaval fossem adiados para o dia 6 de abril. Mais uma vez, o povo não se abalou: pulou duas vezes e ainda entoou uma marcha improvisada para ridicularizar a situação: “Com a morte do Barão tivemos dois Carnavá / Ai, que bom, ai, que gostoso / Se morresse o marechá”. O “marechá”, no caso, era o atual presidente Hermes da Fonseca.

Capa do Jornal do Brasil no dia da morte do Barão

Serrano - A MORTE DO BARÃO DO RIO BRANCO - Autor Desconhecido ...

O episódio de 1912 é detalhado no livro “O Dia em que Adiaram o Carnaval”, de Luís Claudio V. G. Santos, lançado em 2010 pela Editora Unesp. Segundo o autor, uma multidão de luto saiu pelas ruas para velar a morte do herói nacional. Isso não impediu, porém, que uma semana depois já estivessem todos vestidos em fantasias coloridas.

Multidão de luto no Rio de Janeiro

Iba Mendes: A morte do Barão do Rio Branco

Web Stories

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A trégua de Natal na Primeira Guerra Mundial

A trégua de Natal na Primeira Guerra Mundial

A Primeira Guerra Mundial, de 28 de julho de 1914 a 11 de novembro de 1918,  foi o primeiro conflito que se estendeu por todo o planeta – até o Brasil participou. Quando ela acabou, quatro impérios tinham sumido: o turco, o austro-húngaro, o russo e o alemão. Foi um...

Cestas de Natal Amaral e o início da publicidade natalina

Cestas de Natal Amaral e o início da publicidade natalina

Nos primeiros anos de vida, as emissoras de televisão mantinham praticamente a programação normal mesmo no dia de Natal. Dá para perceber isso na grade horária do dia de Natal de 1957 na revista especializada "7 Dias na TV". Naquele ano, o Natal caiu numa quarta-feira...

2 Comentários

2 Comentários

  1. Pat Lins

    Muito bacana o post. É isso, o povo só quer se divertir… assumir as responsabilidades e lutar pelos direitos fica para a quinta-feira, logo a pós a quarta de cinzas. Mas, se puder deixar para a terça seguinte é melhor, porque curam a ressaca a curtem um final de semana, descansando na segunda e começando na terça. É, somos o máximo! rs

    Responder
  2. M&M

    Pat Lins esta certo! Brasil – Só nos sonhos dos mais utópicos esse país vai para frente.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
Os 100 anos dos ursinhos da Haribo Qual é a origem do Creme Nivea? Você conhece o axolote, o “monstro aquático”? As pioneiras da ficção Científica