Curiosidades sobre o St. Patrick’s Day

17 de março de 2020

O Dia de São Patrício (St. Patrick’s Day) começou, como seu nome sugere, como um feriado religioso. O santo que dá nome à comemoração foi um padre inglês que foi à Irlanda no século V com o objetivo de evangelizar a população local, que tinha tradições culturais celtas. Ele foi um dos primeiros a levar o catolicismo à região.

Reza a lenda que a associação do feriado nacional irlandês ao símbolo do trevo (shamrock) se deve ao fato de Patrick ter usado as três folhas da planta para explicar a santíssima trindade aos pagãos.

O dia começou a ser comemorado em 1631, e suas celebrações foram relativamente sóbrias por séculos: como o St. Patrick’s Day acontece em meio à Quaresma, os excessos não eram incentivados, mas a data era encarada como um momento de maior descontração, na qual era permitido o consumo moderado de carne e bebidas alcóolicas. Após uma manhã de missa, havia uma tarde de música e dança. Ainda sim, a festa tinha um tom respeitoso, de devoção ao santo padroeiro da nação.

O caráter do feriado começou a mudar com a perseguição de Estado aos católicos irlandeses, que foi gradualmente implementada ao longo do século XVII. Como resultado dessas leis, a festa — que homenageia um papa católico — passou a ser encarada como um símbolo de resistência e orgulho. Mas o St. Patrick’s só virou uma celebração nas proporções atuais com a imigração de irlandeses para os Estados Unidos.

O primeiro desfile aconteceu em 1762, quando soldados que serviam ao exército britânico marcharam pelas ruas da cidade de Nova York.

Os desfiles nas colônias já eram eventos anuais quando a Irlanda finalmente oficializou o feriado em 1903. Nesse mesmo ano, foi promulgada uma lei que proibiu que os pubs abrissem no dia, pois as autoridades temiam que a disponibilidade de bebida em uma data mais relaxada seria tentadora demais. Essa lei perdurou até a década de 1970.

Foi nessa mesma época que a cor verde entrou na história para valer: ela era a cor oficial do uniforme daqueles que lutaram na Rebelião Irlandesa de 1798, se contrapondo ao vermelho do exército britânico. Antes, o santo era associado à cor azul, que permanece o tom dos símbolos oficiais do Estado irlandês. Os rebeldes criaram até uma canção sobre isso, chamada “The Wearing of the Green”.

Hoje, a cerveja (que também passou a ser verde em 1913, graças a um nova-iorquino criativo) é uma parte central da celebração do St. Patrick’s. A favorita é a marca Guinness, cujo consumo pula de 5,5 milhões para 13 milhões de litros no dia da festa.

Artigos Relacionados

Por que falamos com criança como criança?

Por que falamos com criança como criança?

Por que nem o mais destemido dos marmanjos resiste a afinar a voz e a falar como uma criancinha ao ver um bebê? Na verdade, isso não acontece apenas entre pais e tios babões brasileiros. Estudos mostram que o mesmo ocorre em diferentes culturas e idiomas, como no...

Qual é a origem do Dia do Orgulho Gay

Qual é a origem do Dia do Orgulho Gay

A organização de passeatas contra a discriminação e em defesa dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros teve início depois de um incidente entre a polícia de Nova York e os frequentadores de um bar homossexual. As autoridades da cidade costumavam...

Qual é a origem do Dia dos Avós

Qual é a origem do Dia dos Avós

Comemora-se o Dia dos Avós em 26 de julho. A ideia da celebração foi da portuguesa Ana Elisa do Couto (1926-2007), revelou o jornalista Edison Veiga em reportagem publicada pela BBC em 2018. Há uma placa em homenagem a Ana Elisa, mais conhecida como Dona Aninhas, em...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *