Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A história do amor impossível do Festival das Estrelas – Tanabata Matsuri

7 de julho de 2021

O Festival das Estrelas – Tanabata Matsuri é considerada a maior festividade tradicional japonesa no Brasil. Em São Paulo, as ruas do bairro oriental da Liberdade ganham enfeites suspensos feitos com papel colorido.

A grande atração da festa são os tanzakus, tiras coloridas de papel em que  as pessoas escrevem  seus pedidos.  Esses papéis são pendurados em sassadakes (bambus) espalhados pelas ruas. Cada cor tem um significado: amarelo é dinheiro; rosa, amor; vermelho, paixão; azul, proteção e saúde; verde, esperança; branco, paz.

A tradição é baseada na lenda do Tanabata, que surgiu há 4 mil anos na China. Diz a história que  a Princesa Orihime, que era tecelã, e o pastor Kengyu se apaixonaram. Os dois se esqueceram das obrigações, dedicando todo o tempo para o amor. Como castigo, foram transformados em estrelas e separados na Via Láctea. Mas a tristeza do casal apaixonado comoveu o Senhor Celestial, que passou a permitir um único encontro anual entre os dois, sempre na sétima noite do sétimo mês do antigo calendário lunar. Para agradecer pela data do encontro, Orihime (estrela Vega da constelação da Lira) e Kengyu (estrela Altair da constelação da Águia) realizam os pedidos que estão pendurados nos bambus.

Os bambus com as tiras coloridas são queimados ao final da festa para que a fumaça leve os pedidos para os céus.

A popularização da festa no Japão aconteceu em 1946, como forma de incentivar o país a se recuperar dos estragos da Segunda Guerra Mundial. Mas, em São Paulo, a primeira edição aconteceu nos dias 2 e 3 de julho de 1979. Quem iniciou as pesquisas para trazer a festa para a cidade foi Tetsuo Oohashi, então presidente da Associação Miyagui Kenjin-kai do Brasil. Para o primeiro Tanabata paulistano, foram decorados 100 bambus.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Por que o coelho é um dos símbolos da Páscoa?

Por que o coelho é um dos símbolos da Páscoa?

O ovo é utilizado como símbolo do povo judaico durante a festa que celebra a libertação da escravidão e a fuga do Egito, com a chegada à terra prometida sob a liderança de Moisés. O ovo é comparado ao povo de Israel: ele é um alimento que não perde a forma depois de...

Onde comemorar o Dia Mundial da Nutella

Onde comemorar o Dia Mundial da Nutella

Criado em 2007 pela blogueira americana Sara Rosso - e oficializado pela fabricante Ferrero em 2015 -, o Dia Mundial da Nutella é comemorado em 5 de fevereiro. O creme de avelãs foi inventado em 1964 pelo italiano Michele Ferrero, e chegou aos Estados Unidos apenas em...

A origem do Dia Mundial do Compositor (15/01)

A origem do Dia Mundial do Compositor (15/01)

A data surgiu no México, em comemoração à fundação da Sociedade de Autores e Compositores do México (SACM), em 1945. A entidade substituiu o Sindicato Mexicano de Autores, Compositores e Editores de Música. Ela foi essencial para o reconhecimento do direito do autor e...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This