Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 curiosidades sobre a temperatura

24 de abril de 2019

1. A temperatura do ar é medida com um termômetro de mercúrio, que usa o princípio da contração e expansão. Quando a temperatura aumenta, o mercúrio se expande e sobe no tubo do termômetro. Tempo frio faz o mercúrio contrair e, portanto, cair.

2. A escala Celsius (ou centígrada) é usada na maioria do países. Nessa escala, a água congela a 0º e ferve a 100º.

3. Na escala Fahrenheit, adotada nos Estados Unidos, 32º é o ponto em que a água congela e 212º a medida em que ferve.

4. Para converter os graus da escala Fahrenheit em Celsius, subtraia deles 32 e divida o resultado por 1,8. Para fazer um cálculo rápido e aproximado, divida os graus Fahrenheit por 2 e subtraia 15 do resultado. Para fazer a operação inversa (Celsius para Fahrenheit), multiplique por 1,8 e some 32 ao resultado.

5. A única escala de temperatura que não tem valores negativos é a Kelvin.

6. Ao contrário de Celsius e Fahrenheit, as temperaturas descritas em Kelvin não vêm acompanhadas de “graus” antes. 0ºC, por exemplo, é o mesmo que 273 K.

7. A temperatura mais baixa possível é 0 K, também conhecida como “zero absoluto”.

8. É possível descobrir uma temperatura em Kelvin, a partir da correlata em Celsius, simplesmente somando 273. Portanto, 100 ºC é o mesmo que 373 K, 101 ºC é o mesmo que 374 K, e assim por diante.

9. Gabriel Daniel Fahrenheit nasceu na cidade de Danzig, na Alemanha. Ainda jovem, ele foi morar na Holanda e se tornou fabricante de instrumentos meteorológicos. Em 1714, Fahrenheit criou o primeiro termômetro de mercúrio. Na época, os termômetros eram feitos com álcool, o que tornava difícil medir altas temperaturas porque o ponto de ebulição do líquido é muito baixo. Os cientistas costumavam misturar água para compensar esse problema, mas a dilatação do material não ficava uniforme. Isso impedia que a escala do termômetro tivesse subdivisões pequenas. Mas ainda era preciso estabelecer valores fixos para medir a variação de temperatura. Como as marcas eram feita de maneira aleatória, de acordo com o material de referência, dificilmente eram encontrados dois termômetros que marcassem a mesma temperatura.

10. Na década anterior, o físico Isaac Newton havia sugerido a utilização de duas temperaturas como referência para a construção de uma escala termométrica: a do corpo humano e a da solidificação da água. Ele também propôs que o intervalo da escala entre esses dois pontos fosse subdividido em doze unidades. Fahrenheit misturou sal na água para obter um ponto de solidificação mais baixo, e para este ponto atribuiu o valor zero. Como segunda referência, atribuiu um valor máximo para a temperatura do corpo humano. Para obter o valor exato da solidificação da água pura, adaptou essas duas medidas. As pesquisas de Fahrenheit com termômetros confirmaram que cada líquido possui uma ponto de ebulição fixo e também que o ponto de ebulição varia com a pressão. O termômetro feito de mercúrio revolucionou o sistema de medidas termométricas e a escala Fahrenheit ainda hoje é usada nos países de língua inglesa.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This