Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 blocos de rua do Rio de Janeiro

24 de abril de 2019

1. Banda de Ipanema
Fundada em 1965 pelo agitador cultural Albino Pinheiro, virou basicamente um desfile de travestis e drag queens, cheio de irreverências e fantasias caprichadas.

2. Imprensa que eu gamo
Criado em 1995 por um grupo de jornalistas, o bloco desfila no bairro de Botafogo e capricha nas críticas a problemas cotidianos. As fantasias são baseadas nas principais notícias que foram manchete durante o ano.

3. Suvaco do Cristo
O nome do bloco, nascido no Jardim Botânico e situado aos pés do Cristo Redentor, é uma expressão inventada por Tom Jobim. Ele queixava-se de que tudo em sua casa mofava porque ele morava “no sovaco do Cristo”. A Igreja Católica implicou com o nome e sugeriu que fosse mudado para “Divinas Axilas”.

4. Cordão do Bola Preta
Fundado em 1918, é o mais antigo bloco de Carnaval da cidade. Ele é homenageado em uma das mais famosas marchinhas cariocas, “Quem não chora não mama”.

5. Se Melhorar, Afunda
Fundado em 2005, o único bloco intermunicipal do carnaval carioca concentra em Niterói e atravessa de barca até o Centro do Rio, onde continua a folia.

6. Bloco das Carmelitas
O bloco foi formado em 1990 por um grupo de amigos que se encontrava para jogar futebol no Parque das Ruínas e tomar cerveja no Bar do Serginho. O nome religioso é uma homenagem a Santa Teresa, que batiza o bairro de origem do grupo.

7. Cordão do Boitatá
Criado em 1996, o cordão é formado por 8 integrantes, que assumem violão, cavaquinho, acordeão, voz, percussão e sopro. Desde 1997, sai pelas ruas do centro do Rio de Janeiro no Carnaval. O nome é uma homenagem à lenda do boitatá, presente no imaginário popular em todo o país.

8. Céu na Terra

O bloco foi uma iniciativa do Núcleo Céu na Terra, que em 2000 se reuniu para curtir o Carnaval carioca no bairro de Santa Teresa. Fundado em 1998 por profissionais das artes, ciências sociais e educação, o Núcleo pesquisa os ciclos festivos da cultura nacional.

9. Simpatia é Quase Amor
Desde o Carnaval de 1985, o bloco passeia pela orla de Ipanema no Carnaval. Atrás do bloco que grita “Alô burguesia de Ipanema, olha o Simpatia aí, gente!”, pulam em média 20 mil pessoas todos os anos.

10. Bangalafumenga
Foi no Carnaval de 1998 que o já tradicional bloco carioca desfilou pela primeira vez na cidade. Mais de 100 integrantes formam o time de “batuqueiros”, que sai às ruas para mostrar que a mistura dos mais variados ritmos brasileiros dá samba.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This