Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 curiosidades sobre montanhas-russas

24 de abril de 2019
  1. O brinquedo foi inventado pelos russos no século 17. Originalmente, consistia em uma pista de madeira coberta por uma camada de gelo. As pessoas escorregavam por elas em trenós.
  2. O primeiro carrinho de montanha-russa surgiu em 1784, em São Petersburgo (Rússia).
  3. A França foi a responsável por apresentar a novidade à Europa, em 1804. Lá, ela ganhou o nome de montanha-russa.
  4. Em 1817, os franceses desenvolveram um sistema de cabos para trazer os carrinhos de volta ao topo da pista. Nessa época, o “meio de transporte” nem sempre conseguia parar no final da rampa e muita gente se machucava.
  5. Existem parques de diversão dedicados apenas a montanhas-russas. O Cedar Point, em Ohio (EUA), tem 17 tipos diferentes.
  6. A montanha-russa mais alta e veloz do mundo é a Kingda Ka, localizada em Jackson (EUA). O vagão sobe 139 metros na vertical, a 205 km/h. A Steel Dragon, localizada no Japão, detém o título de montanha mais longa, com um percurso de 2,5 quilômetros de extensão.

    Leia também: Por que não caímos da montanha-russa?

  7. O país com mais montanhas-russas per capta é Brunei, com 80,56 a cada 10 milhões de habitantes. A Rússia, que dá nome ao brinquedo, está em 55º lugar. Fica atrás até do Brasil, que tem apenas 2,04 aparelhos para cada 10 milhões de pessoas.
  8. A mais antiga montanha-russa do mundo (Leap-the-Dips) está em atividade em Pittsburgh, na Pensilvânia (EUA), desde 1902. Na década de 1980, chegou a ser desativada, mas voltou a ser reaberta em 1999. Em 1996, se tornou patrimônio histórico nacional.
  9. Uma pesquisa apresentada à Associação Americana do Coração em 21 de novembro de 2005 comprovou que um passeio de montanha-russa pode provocar um ataque cardíaco em pessoas com coração fraco. Os cientistas concluíram que o stress emocional provoca o aumento da pressão arterial, o que provoca a alteração dos batimentos.
  10. A chance de alguém se machucar no brinquedo é 1 em 6 milhões. Mesmo assim, em setembro de 2003, a famosa montanha-russa Thunder Mountain, da Disneylândia, descarrilou e provocou a morte de um homem. Outras 10 pessoas ficaram machucadas, entre elas uma criança de 9 anos.

Em julho de 2020, por causa da pandemia de Covid-19, autoridades japonesas recomendaram a visitantes de parques de diversões que evitassem gritar em montanhas-russas. Alguns frequentadores acharam a recomendação estapafúrdia, principalmente na montanha-russa Fujiyama, instalada no parque temático Fuji-Q Highland. O brinquedo atinge velocidade de 130 km/h e cai 70 metros em um determinado ponto durante o percurso de 2 quilômetros. A direção do Fuji-Q chegou a divulgar um vídeo de orientação com dois executivos andando na montanha-russa em silêncio e prometeu ingressos grátis a quem fizesse o mesmo. Mário Jun Okuhara contou mais curiosidades sobre essa polêmica no “Você é Curioso?” (11/07/2020). Ouça o áudio:

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This