Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Quem criou as cabines telefônicas?

24 de abril de 2019

O que seria de Clark Kent se não existisse a cabine telefônica? Alexander Graham Bell inventou o telefone em 1876, mas um fato pouco conhecido é que seu assistente Thomas Watson foi responsável pela primeira cabine telefônica improvisada do mundo. Para receber a primeira ligação de telefone, pela qual ficou conhecido, ele usou um barril e diversos lençóis para formar um tipo de “casulo” que fosse capaz de isolar e amplificar o som. 

Mas a cabine telefônica como a conhecemos surgiu na Alemanha. A primeira foi inaugurada na Potsdamer Platz, em Berlim, no dia 12 de janeiro de 1881. Inicialmente, ela funcionava com base na emissão de bilhetes de papel que garantiam alguns minutos de linha. Em 1889, ela passou a usar o sistema mais duradouro de moedas, criado pelo americano William Gray no mesmo ano. Nos Estados Unidos, a primeira cabine só apareceu em 1905.

Apesar de não existir personagem mais americano que Clark Kent, a cabine britânica é um ícone por si só. Seu modelo inicial, feito em 1920 e apelidado de K1, não tinha nada a ver com aquele que conhecemos hoje: era feito de concreto, em um formato mais reto e majoritariamente branco. A cabine completamente vermelha foi resultado de um concurso que pretendia fazer com que as cabines fossem “aceitas” pelos distritos metropolitanos de Londres.

O design vencedor, escolhido pelo conselho de design da Coroa, foi o de Giles Gilbert Scott, arquiteto que também foi responsável por projetar a ponte de Waterloo, em Londres, e a Catedral de Liverpool. Sua ideia original, no entanto, era que as cabines telefônicas fossem prateadas, com um interior esverdeado – o  tom de vermelho foi uma alteração feita pelo Post Office. As novas cabines começaram a ser erguidas nas ruas da capital em 1926.

Desde então, a cabine sofreu alterações e ganhou novos modelos, mas a sua essência permaneceu a mesma. A mais nova, K6, é consideravelmente menor que a K2 de Scott e foi criada para celebrar o jubileu do rei George V. 

Os Estados Unidos também não são o único país que têm um personagem fortemente associado à cabine telefônica: a tradicional série britânica de ficção científica Doctor Who (1963-) tem como protagonista um alienígena cuja máquina de viagens no tempo – a TARDIS – imita uma Police Box, variação de cabine projetada para uso exclusivamente policial. Ela é maior do que o design original e adota um tom de azul escuro. 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This