Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 animais atores

24 de abril de 2019

1. Babe
“Babe, o Porquinho Atrapalhado” foi lançado em 1995 e conta a história de um porco que queria ser cão pastor. Por ser um animal que cresce muito rápido, e o personagem do filme ser um filhote, a produção teve que utilizar 48 leitões para a filmagem.

2. Chita
Chita estreou no cinema em 1931, em “Tarzan, o Homem Macaco”. Apesar de interpretar uma macaca fêmea, Chita era na verdade um macho. Nas filmagens de Tarzan, o macaquinho se apegou tanto ao ator Johnny Weissmuller, o Tarzan, que quando era preciso contracenar com a atriz que fazia Jane, Maureen O’Sullivan, era preciso amarrar o animal, pois ele tinha fortes ataques de ciúmes. Ao longo de sua carreira, Chita fez mais 12 filmes, se aposentando em 1967.

3. Flipper
O golfinho Flipper estrelou o seriado norte-americano de 1964 a 1968. O programa contava a história do guarda Porter Ricks, que trabalha na reserva marinha da Califórnia, nos Estados Unidos. Os filhos de Ricks, Sandy e Bud, ajudam o pai no serviço e acabam se envolvendo em muitas confusões, mas sempre se salvam graças a ajuda do golfinho. A série era gravada no Sea Aquarium de Miami, nos Estados Unidos, e o golfinho “nariz de garrafa” que interpretava o personagem na verdade era uma fêmea chamada Suzy.

4. Willy
O filme conta a história de amizade entre o garoto Jessé e uma baleia orca de três toneladas, Willy. Foram três filmes no papel de Willy. Como no filme, a baleia “ator” Keiko passou 23 anos em cativeiro. Em 1998 foi iniciada uma campanha para que o animal pudesse voltar à vida selvagem. Depois de 20 milhões de dólares investidos, foi comprovado que Keiko não se adaptaria novamente à vida no mar. Ela passou a ser acompanhada por um grupo de biólogos, que eram responsáveis por sua alimentação e bem estar. A baleia morreu em 2003 de pneumonia aos 27 anos, no golfo de Taknes, na costa da Noruega.

5. Rin-tin-tin
Rin-tin-tin foi o famoso pastor alemão que, ao lado de seu dono Rusty, vivia grandes aventuras no velho-oeste. Rin-tin-tin era o verdadeiro nome do cachorro. Ele foi encontrado por seu dono e treinador, sargento Lee Duncan, no final da Primeira Guerra Mundial, na França. O soldado encontrou uma cadela abandonada na estação de cães de guerra alemães com cinco filhotes. Com medo de que os animais fossem mortos, Duncan adotou dois cachorrinhos: Rin-tin-tin e uma fêmea, Nannette. O primeiro filme de Rin-tin-tin, “Onde Começa o Norte”, foi lançado em 1919. O animal era apenas um coadjuvante, mas seu sucesso foi tão grande que o cachorro se tornou personagem principal, dando nome a uma série de televisão e a diversos longas-metragens. Dizem que Rin-tin-tin assinava os próprios contratos marcando com sua pata os documentos. Em 1932, aos 14 anos de idade, depois de estrelar 29 filmes, Rin-tin-tin morreu. O filho, neto e bisneto do animal deram continuidade ao personagem. Foi Rin-tin-tin IV, treinado pelo próprio Duncan, quem protagonizou a famosa série exibida pela ABC de 1954 a 1959.Até 2012, cães da linhagem de Rin-tin-tin podiam ser encontrados no estado do Texas (EUA).

6. Totó
Foi a cadela Terry, da raça Cairn terrier, quem viveu o amigo inseparável de Dorothy em “O Mágico de Oz” (1939). Ela recebia um cachê mais alto do que o salário de alguns atores humanos – 125 dólares semanais.

7. Beethoven
O enorme São Bernardo Beethoven consegue fugir de um veterinário maldoso que faz experiências com animais e acaba sendo acolhido na casa da família Newton, onde causa muitas confusões. A comédia “Beethoven, O Magnífico” foi lançada em 1992 e conseguiu tanto sucesso que foram feitos mais quatro filmes com o animal.

8. Benji
O primeiro filme com o cachorrinho Benji foi feito em 1973, “Benji – O filme”. No longa, o cachorro tenta salvar a vida de duas crianças que foram seqüestradas. Depois do sucesso foram feitos mais dois filmes e uma tentativa de seriado para televisão, que acabou fracassando e foi abandonado no 13° episódio. O animal que representava Benji chamava-se Higgins, e tinha que ser dirigido por seu treinador, Joe campo, pois não aceitava ordens de mais ninguém.

9. Lassie
O primeiro filme protagonizado pela heroína canina foi em 1943, “A Força do Coração”. Depois disso, foram mais 11 filmes e um seriado de televisão dedicados à personagem. As aventuras do animal chegaram até a se tornar um programa de rádio, onde um ator imitava os latidos e grunhidos do cachorro. Apesar de ser uma fêmea, a maioria dos filmes foi feita por cachorros machos, pois eles são mais fortes e vistosos que as cadelas. O ator principal era o cão Pal, mas geralmente era usado mais de um animal para cada filme. A mancha na testa de Lassie não é uma marca muito comum na raça collie. Para resolver o problema, muitas vezes a produção pintava a pelagem dos animais com tinta.

10. Uggie
Uggie nasceu em 2002, na Califórnia (EUA). Seu primeiro dono o considerava muito rebelde, e cogitou mandá-lo para um abrigo de animais. Foi aí que o adestrador Otto von Muller resolveu adotá-lo. Entre os truques aprendidos por Uggie estão fingir timidez ao levar um beijo, andar de skate e imitar gestos humanos.O cãozinho californiano da raça Jack Russel terrier virou celebridade ao estrelar o ganhador do Oscar “O Artista” (2012). Por sua atuação, levou os prêmios Coleira de Ouro, Palm Dog Award e Prix Lumière. Com pose de protagonista, subiu ao palco nas cerimônias do Globo de Ouro e do Oscar, onde o filme foi premiado nas categorias principais.Em 2012, o treinador do cão que tinha 10 anos de idade (equivalentes a 70 anos humanos) e já havia estrelado 6 filmes hollywoodianos estava planejando sua aposentadoria.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This