Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Traição em números

24 de abril de 2019

 

  • Em uma pesquisa realizada no ano de 2001, das 1300 pessoas entrevistadas, 47% das mulheres e 60% dos homens admitiram serem infiéis.
  • A maioria das traições ocorre nos primeiros quatro anos de relacionamento. No caso dos homens, há um novo foco entre os 20 e 24 anos de casado e, das mulheres, entre o quinto e o nono ano.
  • 60% dos maridos e 55% das esposas declararam, na mesma pesquisa, que já desejaram ter um romance fora do casamento.
  • Do lado masculino, as principais justificativas para a traição são atração, problemas no casamento e circunstâncias favoráveis. Insatisfação com o parceiro, vontade de experimentar outra relação, falta de amor e atração fazem parte da lista de motivos femininos.
  • Cerca de 30% dos traídos terminam a relação após descobrir a traição. O restante procura esquecer o que passou.
  • Outra pesquisa, realizada em 2002 com 1200 jovens entre 13 e 27 anos, revelou que 63% das pessoas acham fácil ser fiel. E 74% delas não perdoariam uma “traição de verão”.
  • 89% destes jovens também declararam que consideram um beijo na boca uma traição grave. Já 66% deles não acham que sexo virtual pode ser considerado uma “pulada de cerca”. A mesma quantidade de pessoas disse que a infidelidade é um sinal de que as coisas andam mal entre o casal.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Famosos que tiveram filhos na maturidade

Famosos que tiveram filhos na maturidade

    Pelé   Ex-jogador de futebol   58 anos   Fausto Silva   Apresentador   57 anos   Mick Jagger   Cantor   56 anos   Roberto Justus   Apresentador   53 anos   Marcia Cross   Atriz   45...

GLS

GLS

  A sigla GLS (Gays, Lésbicas e Simpatizantes) foi inventada em 1994 pela jornalista Suzy Capó, durante os preparativos do Festival Mix Brasil. Outra sigla que vem sendo utilizada no Brasil é a GLBT: gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros (pessoas que mudam ou...

Por que o ponto G tem esse nome?

Por que o ponto G tem esse nome?

  O obstetra e ginecologista alemão Ernest Gräfenberg apresentou uma pesquisa relatando a descoberta do tal ponto em 1944. Os pesquisadores americanos Beverly Whipple e John D. Perry é que criaram o nome, numa homenagem a Gräfenberg, num trabalho científico...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This