Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Por que o pão cai sempre com a manteiga para baixo?

23 de setembro de 2013

Muita gente acha que aquela velha história de o pão com manteiga cair sempre com a manteiga virada para baixo não passa de uma lenda. Um estudo recente realizado pela Manchester MET University, no qual pesquisadores derrubaram 100 fatias de pão de uma altura de 76 cm, revelou que isso acontece em 81% dos casos. Segundo o físico Pierluigi Piazzi, professor do curso pré-universitário Anglo, em São Paulo, existe uma explicação: “O movimento feito pelo pão é o de rotação e, na maioria das vezes, a altura da mesa não permite que ele o complete”. “Dessa forma, se aumentarmos a altura da mesa, talvez ele tenha mais chances de cair com a manteiga para cima”. Piazzi conta que já fez a mesma experiência deixando o pão com manteiga cair do alto de uma escada. “Eu soltei o pão do alto de uma escada, e ele caiu com a manteiga para cima, porque neste caso tinha mais espaço para completar o movimento de rotação”.

O estudo da universidade britânica pode até ser recente, mas a comoção popular em torno do estranho fenômeno faz lembrar a famosa “Lei de Murphy“. Ela ganhou esse nome por causa de Edward Murphy, engenheiro aeroespacial nascido no Panamá e funcionário da Força Aérea dos Estados Unidos. Em 1949, ele coordenava testes de tolerância humana à aceleração excessiva e, para que o experimento funcionasse, 16 sensores deveriam ser instalados no corpo do piloto de provas. Incrivelmente, o técnico que executava o experimento não conseguiu acertar o local de nenhum dos sensores. O fracasso do teste levou Murphy a dizer a frase que acabou dando origem à Lei até hoje utilizada para justificar os fracassos do cotidiano: “Se há duas ou mais maneiras de fazer alguma coisa e uma delas pode resultar em catástrofe, alguém o fará dessa maneira”.  Mais tarde, o pão com manteiga tornou-se a regra máxima da famosa lei.

Trinta anos depois, já no fim da década de 70, o curioso fenômeno atingiria o auge de sua fama. Isso porque uma revista de ciências norte-americana chamada Omni promoveu um concurso que premiaria o projeto de invenção mais maluca com a quantia de 50 mil dólares. O projeto vencedor foi o de um trem monotrilho. Até aí, nada demais. Inusitado mesmo era o que iria sustentar o trem. A base do trilho seria uma enorme fileira de gatos amarrados a pães com manteiga. Segundo o criativo inventor, bastava aplicar um raciocínio lógico: se o pão com manteiga sempre cai com a manteiga para baixo, e o gato sempre cai com as patas para baixo, a anulação das duas forças faria com que esses bichanos flutuassem. Se a intenção era coroar a ideia mais maluca, parece que o prêmio foi para as mãos certas.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Por que a maioria dos cinemas têm poltronas vermelhas?

Por que a maioria dos cinemas têm poltronas vermelhas?

Há quem diga que se trata de uma tradição inspirada na decoração das casas de ópera italianas, que eram principalmente vermelhas e douradas. Quando os teatros substituíram as óperas, a cor vermelha teria sido mantida. Mas a versão mais aceita é que o vermelho é a...

Shakespeare e Cervantes morreram no mesmo dia?

Shakespeare e Cervantes morreram no mesmo dia?

Em 1995, a Unesco começou a comemorar o Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral.  O 23 de abril foi escolhido por ser a data de morte de dois dos mais importantes escritores da literatura universal: o inglês William Shakespeare e o espanhol Miguel de Cervantes....

3 Comentários

3 Comentários

  1. Anhangüera

    Se a densidade da manteiga é maior que a do pão, a TENDENCIA é que o pão caia com a manteiga para baixo… Simples, né não?

    Responder
  2. rene

    Quer dizer se o pão cair com a manteiga pra cima pode comer??
    Tem porco pra tudo!!!

    Responder
  3. iowhd

    RENE melhor do que jogar comida fora né krido

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This