10 curiosidades sobre Michael Jordan

24 de abril de 2019
  1. O amuleto de sorte do ex-jogador de basquete é um calção da Universidade de North Carolina, pela qual foi campeão universitário em 1982.
  2. Uma pulga consegue saltar 50 vezes o seu próprio tamanho. O grandalhão Michael Jordan, que mede 1,98 metro, tem 1,20 metro de impulsão. Para repetir a marca da pulga, ele teria que saltar 246,1 metros, quase a altura da Torre Eiffel.
  3. Jordan tem tatuada a letra grega ômega no lado esquerdo do peito.
  4. Michael Jordan nunca fez mais de 100 pontos numa partida (seu recorde é de 96). A jogadora brasileira Hortência já marcou 124.
  5. Em 6 de outubro de 1993, poucos meses depois de levar o Chicago Bulls ao seu terceiro título consecutivo de campeão da NBA, Michael Jordan anunciou que estava deixando o basquete. Nos nove anos de carreira, terminou sete como o maior marcador de pontos da temporada – um recorde só igualado por Wilt Chamberlain, outra lenda do basquete profissional americano. Michael Jordan descumpriu a promessa, voltando às quadras 17 meses depois.
  6. A média de 32,3 pontos por jogo que registrou em sua carreira jamais foi alcançada por outro jogador. Nesse período, Michael Jordan fez um total de 21.541 pontos. Acabou eleito o melhor jogador na NBA em 1988, 1991 e 1992.
  7. Ao largar o basquete, Jordan ingressou no “Chicago White Fox” e depois no “Birmingham Barons”, do Alabama, uma modesta equipe de segunda divisão do beisebol americano. Trocou um salário de 4 milhões de dólares e 30 milhões de dólares em contratos publicitários no basquete por outro de meros 10 mil dólares no beisebol. De 139 partidas disputadas no Barons, Jordan venceu 65 e perdeu 74.
  8. Quando Michael Jordan se aposentou, o Chicago Bulls resolveu prestar-lhe uma homenagem e “imortalizou” a camisa 23 que ele usou nos nove anos de carreira. Isso significa que ela não poderia mais ser usada por nenhum de seus jogadores. Uma camisa com o número 23 foi içada ao alto da United Center de Chicago. Ao voltar às quadras, em março de 1995, Jordan não ousou desafiar o mito. Passou a vestir a camisa 45, o mesmo número que usou na sua rápida e frustrada carreira no beisebol. Depois de alguns resultados negativos, no entanto, a 23 voltou à quadra, no dia 10 de maio de 1995, na vitória de 104 a 94 diante do Orlando Magic.
  9. Foi só em 16 de abril de 2003, o jogador deixou definitivamente as quadras em um jogo do Washington Wizards, seu time na época, contra o Philadelphia 76ers. Esta foi a 1072ª partida de sua carreira. Jordan se aposentou com um bicampeonato olímpico e um hexacampeonato da liga norte-americana em seu currículo.
  10. O divórcio de Michael e Juanita Jordan, em dezembro de 2006, foi considerado o mais caro divórcio de celebridades de todos os tempos – o fim do casamento de 17 anos rendeu a Juanita 168 milhões de dólares.

Últimas Curiosidades

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *