FHC

Um total de 88 ministros passou pelo governo de Fernando Henrique Cardoso.

Pedro Malan (Fazenda), Francisco Wellfort (Cultura) e Paulo Renato Souza (Educação) foram os únicos que acompanharam o presidente desde o começo de seu mandato.

Malan aparece como o segundo ministro da história do Brasil a ficar mais tempo no poder. Só perde para Artur de Souza Costa, que ficou 11 anos no gabinete de Getúlio Vargas.

Já Clóvis Carvalho foi o ministro com passagem mais rápida pelo cargo. Ele ocupou a cadeira do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior por 23 dias.

20 dos políticos que passaram pelo ministério de FHC provêm de São Paulo. Minas Gerais e Rio Grande Sul foram os outros Estados brasileiros a cederem maior número de integrantes da equipe do presidente, com 13 e 20 representantes respectivamente.

As únicas mulheres a participar do quadro ministerial foram Dorothéa Werneck (Desenvolvimento) e Cláudia Costin (Administração).

A média de idade dos ministros de FHC foi de 55 anos.

O presidente Fernando Henrique fez, ao todo, 82 viagens internacionais ao longo de seu governo. 324 horas desse período foram cobertas pelo vice-presidente Marco Maciel. O restante dividiu-se entre os ex-presidentes da Câmara Aécio Neves, Luís Eduardo Magalhães e Michel Temer, e o ex-presidente do Senado Antonio Carlos Magalhães.