Um vazamento de documentos ilegais, batizado de “Escândalo Panama Papers”, revelou informações sigilosas de 214.488 empresas offshore.