Um iconoclasta de 19 anos se aproveitou da falta de energia durante uma missa na hoje Basílica velha de Aparecida-SP para cometer um atentado contra a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Ele destruiu a cabeça e quebrou o corpo da imagem. Foram recolhidos 200 pedaços, sendo 165 do corpo, enviados para a restauradora Maria Helena Chartuni, do MASP. A imagem restaurada foi devolvida à cidade em 31 de julho do mesmo ano.