Um assalto a banco mal sucedido em Estocolmo, na Suécia, se transformou em um problema com os reféns. Nos cinco dias seguintes, os reféns começaram a simpatizar com seus sequestradores. Foi assim que nasceu a expressão “Síndrome de Estocolmo”.