São Jorge

São Jorge é o protetor dos escoteiros e dos militares, além de ser o padroeiro da Inglaterra, de Portugal, da Catalunha e de cidades italianas como Gênova. Não se sabe se ele existiu realmente. Tanto que, durante o Concílio Vaticano II, os cardeais o colocaram na lista de santos de “memória facultativa”. De qualquer maneira, sua figura conquistou um grande número de devotos e se tornou símbolo de coragem e de força. Jorge passou parte da sua vida na Capadócia, terra de sua mãe, e pertenceu ao Exército romano. Foi perseguido, martirizado e decapitado na época de Diocleciano, por volta do ano 308. Segundo a lenda, São Jorge, montado no seu cavalo branco, teria usado a sua lança para vencer um dragão e salvar uma donzela. Um dos devotos mais conhecidos do santo guerreiro é o cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, um corintiano roxo. O religioso chegou a escrever para o Papa Paulo VI pedindo que o título do mártir não fosse “cassado”, pois seria uma dor imensa para a torcida de seu time do coração. O pontífice respondeu, dizendo: “Não podemos prejudicar a Inglaterra nem o Corinthians”.

Oração a São Jorge
Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge. Para que meus inimigos, tendo pés, não me alcancem, tendo mãos, não me peguem, tendo olhos, não me enxerguem, nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão; facas e lanças se quebrem sem ao meu corpo chegar; cordas e correntes se quebrem sem o meu corpo amarrar. Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de Sua santa e divina graça. Virgem de Nazaré me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua Divina Misericórdia e grande poder seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos. Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fique humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo. Amém.