São Calisto

Calisto foi um escravo que conseguiu a liberdade. O papa Zeferino encarregou-o de administrar a Via Ápia, lugar das catacumbas. Ele foi eleito papa e governou a Igreja de 217 a 222, ano em que morreu. Por causa de sua condição servil, ele enfrentou problemas com Hipólito, que não queria reconhecê-lo como papa. Calisto defendia que todos os pecados poderiam ser perdoados pela Igreja. Ele foi assassinado durante um confronto entre cristãos e pagãos.