Santo Antônio Maria Claret

Missionário fervoroso, Antônio nasceu em 1807, na Catalunha. Fundou a congregação missionária dos Filhos do Coração Imaculado de Maria, os claretianos, e trabalhou na América Latina. Como bispo de Santiago de Cuba, lutou pelos excluídos e sofreu diversos atentados. No exílio, Antônio se dedicou à preparação do Concílio do Vaticano I. Deixou mais de 80 obras escritas e foi o confessor de uma das rainhas espanholas. Morreu em 1870 e foi canonizado em 1950.